A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

14/03/2013 06:29

Após carros queimados e confronto entre gangues, PM fez operação até meia-noite

Paula Maciulevicius
PM reforçou efetivo nas ruas pela área central, onde houve cinco carros queimados. (Foto: João Garrigó)PM reforçou efetivo nas ruas pela área central, onde houve cinco carros queimados. (Foto: João Garrigó)

Policiais militares do 10° Batalhão fizeram operação até a meia-noite na região que nesta quarta-feira foi cenário de confronto entre gangues, no bairro Dom Antônio Barbosa. Depois dos cinco carros queimados pela área central da cidade, a Polícia reforçou o número de viaturas nas ruas e os bairros Parque do Lageado, Los Angeles, Vespasiano Martins, Centenário e Aero Rancho tiveram policiamento ostensivo. Não houve pessoas presas e nem informações que levassem aos suspeitos de queimarem os veículos.

Segundo a PM, a presença da Polícia foi reforçada diante dos boatos de que haveria um novo confronto entre gangues na feira. Militares ficaram no local até o término e as pessoas voltarem para a casa. A chuva que caiu a noite também ajudou.

Desde quarta-feira já havia a informação da briga entre gangues, envolvendo estudantes da escola, na saída das aulas, às 17h. A Polícia Militar fez rondas e abordagens a jovens suspeitos, mas ninguém foi detido.

Durante a tarde, Weslley Ocampos Santana, de 19 anos, foi preso após atingir dois ônibus de transporte coletivo da empresa Jaguar. Ele, que ofereceu resistência à prisão, foi levado à Depac Piratininga, onde o caso foi registrado.

No domingo (10) e segunda-feira (11), dois jovens morreram em crimes com relação suspeita ao confronto entre as gangues do Dom Antônio e Parque do Sol em Campo Grande.

Adevaldo Goncalves de Almeida,de 22 anos, morreu domingo após ser baleado na rua Anselmo Selingardi. Já Henrique Fernandes da Silva, de 16 anos, morreu ao ser atingido na cabeça, enquanto um amigo de 15 anos levou um tiro no quadril. Eles estavam na rua Durando Pereira da Silva.



A situação na nossa região (Dom Antonio Parque do Sol e Lageado) é muito perigosa , não podemos mais nem sair as ruas a noite , precisamos muito de mais atenção do poder publico pois nós trabalhadores estamos estamos tendo que ficar presos enquanto quem deveria estar preso fica solto.
 
Lucyneide Santos em 14/03/2013 10:42:10
Só eu acho que os dois casos podem ter relação?
Não poderia ser uma tentativa de desviar a atenção policial do caso do Dom Antônio?
 
Ana Gomes em 14/03/2013 10:04:01
Que exagero, não teve nenhum carro queimado, só mangueiras de passagem de combustivel cortada, com certeza foi algum noiado ou mulekada fazendo brincadeiras de mal gosto. se fosse algum bandido de verdade não ia ficar só no quase com certeza. Mas a PM de MS esta preparada pra tudo, porque é a melhor policia do brasil e uma das mais mal remuneradas.
 
Ivan M. Oliveira em 14/03/2013 08:04:30
por favor coronel DAVI necessitamos com urgencia de um policiamento pacificador igual que teve na nha nha ,nos ajude a gente nao consegue mais nem sair de casa ....por favor faça algo pelas familias de bem da regiaodo parque do sol e dom antonio barbosa com urgencia
 
renato costa em 14/03/2013 06:56:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions