ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Após concreto ceder, mulher cai em fossa desativada no quintal de casa

A fossa tem 4 metros de profundidade e estava desativada há pelo menos 10 anos, diz a filha da vítima

Por Mylena Fraiha e Ana Beatriz Rodrigues | 01/03/2024 17:30
Momento em que a mulher é resgatada do buraco pelo Corpo de Bombeiros (Foto: Paulo Francis)
Momento em que a mulher é resgatada do buraco pelo Corpo de Bombeiros (Foto: Paulo Francis)

No final da tarde desta sexta-feira (1), uma mulher de 58 anos caiu em uma fossa desativada, com aproximadamente 4 metros de profundidade, localizada no quintal de sua casa na rua Lindolfo Ferreira Rosa, no Residencial Oliveira, na Capital. O Corpo de Bombeiros foi acionado para realizar o resgate.

A filha da vítima, uma dona de casa de 32 anos, estava presente no momento do incidente. Na residência, moram a idosa, a filha e cinco crianças. "Minha mãe estava recolhendo roupa do varal e eu escutei um barulho muito forte. Quando saí, vi o buraco", relatou a filha.

Ela imediatamente chamou o socorro dos Bombeiros ao perceber a situação. "Não cheguei tão perto do buraco, mas vi que ela estava falando. Logo chamei o socorro. Em cerca de 30 minutos, os Bombeiros já estavam aqui", acrescentou.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o concreto que cobria a fossa desativada cedeu, ocasionando a queda da mulher. Apesar do susto, ela permaneceu consciente e orientada, embora tenha sofrido várias escoriações pelo corpo e uma lesão no tornozelo.

O resgate exigiu técnicas especiais, conforme explicou o Corpo de Bombeiros. "Assim que chegamos, percebemos que seria necessário suspender a mulher pela prancha. Um agente do Corpo de Bombeiros desceu, estabilizou a idosa na prancha e a suspendeu com cordas. A profundidade do buraco é de 4 metros".

A vítima será encaminhada para a Santa Casa de Campo Grande para a realização de exames adicionais a fim de detectar outras lesões.

Segundo a filha da vítima, a casa é alugada e a mãe reside nesse endereço há 10 anos. A família já tinha conhecimento de que a fossa estava desativada. O Corpo de Bombeiros irá analisar a situação do buraco e emitir um parecer sobre o caso.

Confira a galeria de imagens:

  • Foto: Paulo Francis.
  • Foto: Paulo Francis.
  • Foto: Paulo Francis.
  • Foto: Paulo Francis.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias