ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  21    CAMPO GRANDE 26º

Interior

Casal e filha pequena morreram em acidente entre caminhonete e caminhão

Simone de Fátima Oliveira, 37 de idade, foi identificada como motorista da Hilux que pegou fogo na BR-163

Por Gustavo Bonotto | 29/02/2024 20:05

A motorista da caminhonete Toyota Hilux que bateu de frente com um caminhão e morreu carbonizada na BR-163 foi identificada como Simone de Fátima Oliveira, 37 de idade. Ela estava no veículo com o marido, Jucinei de Jesus Ferreira, e uma criança de 5 anos. Ambos não resistiram aos ferimentos.

A família é natural de Reserva (PR). As identidades dos envolvidos foram retificadas por parentes após o contato da polícia. Documentos de uma quarta pessoa foram encontrados entre os destroços, mas sua presença foi descartada, uma vez que se tratava do adolescente filho do casal e o mesmo estava com os avós.

Conforme apurado no local, a batida aconteceu no km 404, em Nova Alvorada do Sul, cidade a 116 quilômetros de Campo Grande. As causas do acidente ainda estão sendo apuradas, mas conforme as informações iniciais, a colisão foi frontal e com o impacto, ambos os veículos acabaram pegando fogo.

A caminhonete, conduzida por Simone, parou na área de mata às margens da pista e o caminhão ficou no acostamento da rodovia com parte da carga de ovos espalhada.

O trânsito foi interrompido nos dois sentidos da rodovia e liberado após aproximadamente 1h30, mas teve que ser novamente interditado por conta dos fogos que voltou no caminhão. Vídeo feito pelo prefeito de Ivinhema, Juliano Ferro (PSDB), mostram de perto os estragos que ficaram após a colisão.

De acordo com o portal Alvorada Informa, o condutor do caminhão que transportava ovos foi socorrido e levado para o Hospital Municipal Francisca Ortega, em Nova Alvorada do Sul. Equipes da CCR MSVia, Corpo de Bombeiros, PRF (Polícia Rodoviária Federal) e funerária estiveram no local.

Os corpos foram encaminhados ao Imol (Instituto de Medicina Odontologia Legal) de Dourados e posteriormente serão liberados aos familiares para sepultamento. (com a colaboração de Rones Cezar Leal, do Alvorada Informa)

Receba as principais notícias do Estado pelo celular. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News no WhatsApp e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias