A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Abril de 2019

08/03/2019 12:15

Após impasse, prefeitura confirma "Enterro dos Ossos" na Esplanada

Festa será mantida, mas uma nova reunião será realizada para discutir pontos polêmicos como a dispersão dos foliões

Kerolyn Araújo e Liniker Ribeiro
Festa na Esplanada foi mantida e acontecerá amanhã das 14h às 22h. (Foto: Henrique Kawaminami)Festa na Esplanada foi mantida e acontecerá amanhã das 14h às 22h. (Foto: Henrique Kawaminami)

A tradicional festa do Enterro dos Ossos, que poderia ser cancelada devido aos prejuízos e depredações deixados por foliões no entorno da Esplanada Ferroviária, foi mantida e será amanhã (9) das 14h às 22h na Esplanada Ferroviária. A decisão foi tomada nesta sexta-feira (8) em uma reunião entre a Prefeitura de Campo Grande, os organizadores dos blocos e representantes de entidades.

Segundo o chefe do Executivo municipal, Marquinhos Trad (PSD), a festa que encerra o Carnaval será mantida respeitando os acordos firmados no TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) entre a prefeitura, organizadores dos blocos e MPE (Ministério Público Estadual).

Apesar de ser mantida, a festa será alvo de mais uma reunião na tarde desta sexta-feira, que discutirá alguns pontos para a realização do evento, como estrutura, segurança, número de banheiros químicos que serão disponibilizados, quanto a fiscalização da venda de bebida alcoólica para menores. ''Nós já somos o maior Carnaval do Estado em número de pessoas. Agora, com esse planejamento, seremos o maior e o mais seguro", disse Marquinhos.

Um dos pontos principais a ser discutido será a dispersão dos foliões ao final da festa. Uma possibilidade levantada será de isolar o monumento da Maria Fumaça, que teve grades, refletores e torneiras quebradas no último dia de Carnaval. Também será discutida uma possível transferência do ponto de revista da Avenida Calógeras com Mato Grosso para o cruzamento com a Rua Antônio Maria Coelho.

 

Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD) e a secretária da Sectur, Nilde Brum . (Foto: Marina Pacheco)Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD) e a secretária da Sectur, Nilde Brum . (Foto: Marina Pacheco)

Organização - A decisão de manter a festa no sábado foi motivo de comemoração para os organizadores dos dois maiores blocos de Campo Grande. Vitor Samudio, do Capivara Blasé, afirmou que o planejamento para a realização do enterro dos ossos contribuirá para a organização do próximo Carnaval. ''Esse planejamento é necessário e vai ajudar no cronograma da festa do ano que vem", disse.

Para Silvana Valu, o diálogo entre a organização dos blocos e o poder público é fundamental para a realização de uma boa festa. ''A reunião de hoje foi muito importante. O apoio do poder público será ainda maior e melhor para garantir a realização do evento sem que ocorra nenhum problema", comemorou.

O deputado estadual Pedro Kemp (PT) também é a favor da festa, mas ressaltou que é necessário estudar a hipótese de ter outros pontos para a festa de Carnaval nos próximos anos. ''Se o Carnaval da Esplanada se mantiver como um dos únicos pontos da cidade, a tendência é aumentar cada vez mais o público, podendo dobrar o número de pessoas no ano que vem", disse.

Também favorável à realização da festa, Adelaido Vila, presidente da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), disse que investir na segurança é uma das soluções para o problema enfrentado nos últimos dias de festa. ''Recebemos reclamações de logistas que tiveram prejuízos durante a dispersão dos foliões. O órgão é favorável a festa, mas é preciso ter atenção com os jovens. Não adianta tentar resolver tudo com bomba", ressaltou.

O secretário municipal de Segurança e Defesa Social, Valério Azambuja, se comprometeu a participar da reunião na tarde desta sexta-feira para decidir como será o efetivo, mas chegou a questionar se a necessidade da realização da festa. ''Somos nós que arcamos com os problemas", disse. Ele também levantou o assunto sobre concentrar policiamento no centro e deixar os bairros de lado. ''A prefeitura banca segurança para 30 ou 40 mil pessoas e outros 800 mil? Ficam como?", questionou.

Reunião - Às 14h, uma nova reunião para decidir alguns pontos da festa será realizada na Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo) com a participação do prefeito Marquinhos Trad, os organizadores dos blocos, representantes da segurança pública, Semadur (Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Gestão Urbana). Representantes do Conselho Tutelar e Ministério Público também serão convidados.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions