A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

12/04/2019 17:28

Após lotação no isolamento, paciente com tuberculose é internado em ala comum

Familiares de internados no Hospital Regional afirmam que temem que parentes sejam contagiados

Clayton Neves
Hospital Regional Rosa Pedrossian, em Campo Grande (Foto: Marina Pacheco)Hospital Regional Rosa Pedrossian, em Campo Grande (Foto: Marina Pacheco)

A internação de um homem com tuberculose na área vermelha do Hospital Regional de Campo Grande está provocando apreensão entre familiares de pacientes que estão no PAM (Pronto Atendimento Médico) da unidade. Segundo denúncia, apesar de a doença ser contagiosa, ele não foi internado na área de isolamento por falta de leito.

A publicitária Elenilda Merlo, de 44 anos, conta que a mãe, Romilde da Silva, de 72 anos, está internada no hospital há três dias devido a complicações cardíacas. Junto com ela, estão outras nove pessoas, em sua maioria idosos e em estado grave.

Na manhã desta sexta-feira (12), quando foi visitar a mãe, ela conta que foi informada pela equipe médica que não poderia permanecer por muito tempo no quarto por causa da internação do paciente que apresentava quadro clínico contagioso. “Ele deu entrada por volta das 11 horas. Perguntei o motivo de esse paciente não estar no isolamento e me disseram que não tinha vagas e por isso, ele ficaria com os outros”, afirma.

Segundo a publicitária, a única precaução aparente tomada para que os outros não fossem contagiados foi o uso de máscara. Medida que, segundo ela, não tem apresentado eficácia. “Tem uma idosa ao lado da minha mãe que tem 80 anos e não consegue respirar com a máscara, toda hora vem um enfermeiro dizer para ela colocar novamente a proteção, mas ele não consegue, está debilitada”, explica.

Agora, a filha teme que a mãe ou os outros internados na área sejam contagiados e tenha a situação de saúde agravada. “Todo mundo está horrorizado. Isso não pode acontecer porque corre o risco de a pessoa ao invés de melhorar acabar piorando”, desabafa.

Entramos em contato com a assessoria de comunicação do Hospital Regional para ter um posicionamento sobre a situação, mas até o fechamento desta matéria não tivemos retorno.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions