A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

13/11/2017 11:43

Após protesto, Marquinhos promete reunião com MPE sobre moradias

Grupo de manifestantes foi até Paço Municipal buscando solução sobre casas

Mayara Bueno e Guilherme Henri
Prefeito Marquinhos Trad conversando com manifestantes. (Foto: Paulo Francis).Prefeito Marquinhos Trad conversando com manifestantes. (Foto: Paulo Francis).

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), prometeu buscar reunião com o MP (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) para resolver a situação de sem-teto.

Moradores de quatro áreas ocupadas da Capital foram à prefeitura, na avenida Afonso Pena, cobrar da administração municipal casas populares.

O chefe do Executivo disse que, além de tentar reunião com MP, a intenção é reunir os donos das áreas, já que, dos terrenos ocupados pelos protestantes, somente do Jardim Canguru é do Poder Público.

Protestantes na prefeitura de Campo Grande nesta segunda-feira, 13. (Foto: Paulo Francis).Protestantes na prefeitura de Campo Grande nesta segunda-feira, 13. (Foto: Paulo Francis).

Havia moradores dos conjuntos Jardim Samambaia I e II, Ronix e Mata, que fica no Indubrasil, núcleo industrial da cidade.

Aos protestantes, o prefeito pediu paciência e lembrou novamente que assumiu a administração depois de quatro anos de guerra entre os ex-prefeitos, Alcides Bernal (PP) e Gilmar Olarte.

Naquele período, afirma, a cidade não conseguiu obter, junto ao Ministério das Cidades, recursos para moradia popular. Neste ano, no entanto, o governo federal destinou 1.234 mil casas para Campo Grande.

Porém, mesmo com a obtenção, o trâmite legal e a construção das moradias devem levar pelo menos dois anos. "Eu não posso dizer que amanhã vocês terão moradia, porque eu estaria mentindo".



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions