A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

23/05/2013 17:39

Aquário do Pantanal recebeu 50 multas que somam R$ 400 mil

Nadyenka Castro e Helton Verão
Obra do Aquário do Pantanal contabiliza 50 multas. (Foto: Marcos Ermínio)Obra do Aquário do Pantanal contabiliza 50 multas. (Foto: Marcos Ermínio)
MTE entrega multas para construtores. (Foto: Helton Verão)MTE entrega multas para construtores. (Foto: Helton Verão)

Por conta das irregularidades na segurança dos trabalhadores, a obra do Aquário do Pantanal, em Campo Grande, recebeu pelo menos 50 multas e a soma é de R$ 400 mil. A informação é do auditor do trabalhão, responsável pelo GMAI (Grupo Móvel de Auditoria e Condições de Trabalho em Obras de Infraestrutura), Kleber Silva.

O grupo do MTE (Ministério do Trabalho e do Emprego) chegou à Capital na semana passada. Até essa quarta-feira foram fiscalizadas várias obras – residenciais ou não –e, conforme Kleber Silva, foram aplicadas 273 multas que variam entre R$ 2 e R$ 10 mil e somam pelo menos R$ 4 milhões.

A responsabilidade de pagamento é das construtoras e cabe ao MTE fazer a cobrança e acompanhar se as irregularidades apontadas foram sanadas.

Os problemas mais encontrados são com trabalhos nas alturas. Foram 124 multas só sobre a norma que regulamenta o serviço em piso superior. Mas houve irregularidades também no alojamento dos trabalhadores e nos equipamentos utilizados.

No caso do Aquário do Pantanal, dos oito setores interditados, cinco já foram liberados. Das cinco empresas fiscalizadas, apenas a MRV já atendeu 100% das solicitações e pode voltar a trabalhar normalmente.

Kleber exaltou o pronto atendimento das empresas em relação aos alojamentos. “Todas as questões relacionadas aos alojamentos já foram regularizadas em todas as obras visitadas”.

Nessa quinta-feira, os fiscais fizeram palestras com representantes das empresas autuadas. Segundo Kleber a palestra serviu para conscientizar sobre segurança e saúde no trabalho.

Foram apresentadas fotos sobre principais irregularidades e ao fim foram entregues as multas a cada empresa. “O principal esclarecimentos que passamos foi sobre o PCMAT (Programa de Condições e Meio Ambiente no Trabalho)”, fala Kleber.

As empreiteiras tem 30 dias para se regularizar. Pagando a multa em até 10 dias depois de notificado o desconto será de 50%.

“A fiscalização nos pegou de surpresa, mas está sendo muito bom pra gente para esclarecer e regularizar tudo nas obras”, comenta o gerente de uma empreiteira, José Edson Cavalcante.

Outro gerente, Giusepe Grazinoli, exaltou a palestra. “Foi muito bom, serviu para ter uma visão melhor do que devemos fazer”.



Quem não é daqui e vê uma obra daquela , deve achar que por aqui as coisas estão as mil maravilhas, puro engano, pra que gastar tanto dinheiro com um aquário desse tamanho se podemos ver tudo no nosso belíssímo PANTANAL?
 
helena da costa andrade em 24/05/2013 21:01:47
Cadê os defensores do aquário agora???
 
Higor de Siqueira Marques em 24/05/2013 09:18:11
TANTAS COISAS IMPORTANTES PARA GASTAR O DINHEIRO PÚBLICO ....PELO AMOR DE DEUS...
 
adao alves em 23/05/2013 21:47:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions