ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUINTA  20    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Arma usada por guarda em duplo homicídio estava enterrada em terreno baldio

Revólver 38 e 11 munições, que pertencem à Guarda Civil Municipal, foram localizadas pela Deam

Marta Ferreira | 06/03/2020 15:13

A arma que o guarda municipal Valtenir Pereira da Silva, 35 anos, usou para atirar e matar a ex-namorada Maxelline da Silva dos Santos, 28 anos, e o amigo dela, Steferson de Souza, e ainda ferir Kamilla Tellis nas costas, foi encontrada nesta manhã por equipe da Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher). O local foi indicado pelo próprio agente de segurança, depois de entregar-se na unidade da Guara Civil Municipal no Aero Rancho.

O revólver, calibre 38, estava enterrado em um terreno no bairro, enrolado num saco plástico. Também foram apreendidas 11 munições. O armamento é da Corporação, que já afastou o guarda e abriu sindicância contra ele, após os crimes cometidos na madrugada de domingo, 29.

Segundo as informações divulgadas pela Deam, o révolver e as munições vão ficar com a unidade policial até que seja feita a perícia como parte da investigação. Depois disso, serão devolvidos à Guarda.

Prisão – Valtenir entregou-se nesta manhã depois de seis dias foragido. Ontem, a polícia havia encontrado vestígios dele em uma residência.

Hoje, depois de negociação, ele se apresentou. Admitiu que passou passou a última noite no estacionamento do Hospital Regional, no Bairro Aero Rancho, até que decidiu entrar em contato com advogado Vagner Batista de Souza, por volta das 20h, para negociar a apresentação, que ocorreu no fim da manhã.

Valtenir já prestou depoimento e alegou ter perdido controle em meio a uma tentativa de reconciliação com Maxelline. Ele cometeu duplo homicídio e ainda uma tentativa de homicídio.

A reportagem apurou que ele vai ficar no CT (Centro de Triagem) Anízio Lima, no complexo penitenciário da saída para Três Lagoas. 

(Matéria atualizada às 15h55 para acréscimo de informação)

 

Nos siga no Google Notícias