A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Outubro de 2018

24/07/2015 18:33

Árvore que fala chama atenção e prefeitura inicia recuperação da Lagoa Itatiaia

Renata Volpe Haddad
Após apresentação da árvore que fala, prefeitura vai iniciar ações para cuidar da Lagoa Itatiaia. (Foto: Cleber Gellio/Arquivo)Após apresentação da "árvore que fala", prefeitura vai iniciar ações para cuidar da Lagoa Itatiaia. (Foto: Cleber Gellio/Arquivo)

 

Projeto inovador da "árvore que fala" e apresentação na tarde de hoje "A Árvore e seu Jardim Encantado" na Lagoa Itatiaia, no bairro Tiradentes, a ação educativa chamou atenção para questões ambientais, e a Prefeitura de Campo Grande vai adotar medidas para cuidar da Lagoa.

Após apresentação do projeto trazido para a Capital pelo vereador Eduardo Romero (PT do B), o secretário titular da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), Valdir Gomes, que esteve no local, anunciou as medidas que a prefeitura começa a fazer na Lagoa.

As ações envolvem tratamento fitossanitário juntamente com defensivos agrícolas que visam a proteção contra infestações e possíveis ações de vandalismo, no pé de Tarumã que se tornou árvore símbolo de resistência na Lagoa.

Também serão plantadas 15 mudas de árvores de espécies do cerrado, podas nas árvores, implantação de gramado, recuperação e pinturas dos equipamentos públicos do local.

Projeto – Interagindo com o público, a "árvore que fala" desperta a atenção para questões ambientais, destacando as necessidades de intervenções do poder público para determinada região, como aconteceu hoje na Lagoa Itatiaia.

Na Lagoa, ações como combate ao despejo de esgoto clandestino dentro da lagoa, contenção do desbarrancamento das margens, colocação de lixeiras, restauração da escultura do peixe cará inserida às margens da Lagoa, que foi inaugurada há 10 anos e necessita de obras devido às ações do sol, chuva e mudanças de temperatura, além de ações de depredação, precisam ser realizadas.

Conforme Romero, os moradores do entorno da Lagoa relatam que várias espécies de aves como garças viviam na Lagoa, mas agora só há uma garça solitária que pesca ali pra sobreviver. "Não dava mais pra ficar do jeito que estava e a população também precisa fazer sua parte", afirma o vereador.

E as apresentações continuam neste fim de semana. No sábado, a partir das 8h, a árvore interativa estará na Avenida Santo Eugênio, às margens do Córrego Bálsamo. E no domingo o caminhão vai estar na feira do bairro Universitário, a partir das 8h.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions