ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 12º

Capital

Árvores do Cerrado serão plantadas em trecho revitalizado da 14 de Julho

Jacarandás e ipês serão plantados em trechos da via; opção é por árvores adultas e com cerca de cinco metros de altura

Humberto Marques | 23/07/2018 14:50
Projeto visual inclui jacarandás no paisagismo na região da praça Ary Coelho. (Imagem: Divulgação)
Projeto visual inclui jacarandás no paisagismo na região da praça Ary Coelho. (Imagem: Divulgação)

A equipe que coordena o paisagismo do projeto Reviva Campo Grande se reuniu nesta segunda-feira (23) para discutir detalhes do projeto que vai repaginar a rua 14 de Julho. O grupo confirmou que o paisagismo contará com árvores do Cerrado, como jacarandá e ipê, escolhidas por sua resistência e características específicas.

Conforme a assessoria da prefeitura, o projeto de arborização prioriza o conforto térmico e ambiental, bem como a qualidade de vida da população por conta da redução das poluições sonora e atmosférica, resfriamento por sombreamento e estética agradável.

Indo ao encontro do projeto de infraestrutura, optou-se por árvores de médio e grande portes, arbustos e plantas, algumas nativas do Cerrado. As espécies escolhidas são resistentes a insetos e micro-organismos. No caso do jacarandá e do ipê, há ainda resistência a vento, seca e outras intempéries.

A quadra da praça Ary Coelho receberá exemplares de Jacarandá Mimoso, com flores em tom azul que desabrocham entre setembro e dezembro. Entre as ruas 15 de Novembro e 7 de Setembro, a opção é de ipês brancos, que florescem em maio. As árvores serão implantadas já adultas, tendo no mínimo cinco metros de altura.

O paisagismo será uma das últimas fases do Reviva Campo Grande, depois da retirada das redes aéreas de telefonia e energia elétrica. O grupo de trabalho é formado por Maria Teresa Corrêa, arquiteta paisagista e autora do projeto; Gisseli Giraldelli e Orsival Simões Júnior, da gerência de Áreas Verdes da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana), além de consultores do programa.

No momento, a revitalização da área central de Campo Grande envolve a substituição e implantação de redes de drenagem e esgoto, com fechamento de trechos da via para o tráfego de veículos –como entre as ruas Cândido Mariano e Maracaju e da avenida Fernando Corrêa da Costa à rua 26 de Agosto. O acesso de pedestres, porém, foi mantido.

Nos siga no Google Notícias