ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  16    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Assassinatos recentes no Los Angeles estão interligados e têm o mesmo suspeito

Adriano Ocampos, João Lennon Ferreira e Isidoro Cáceres, foram assassinados entre os dias 26 e 29 de julho

Por Dayene Paz e Bruna Marques | 05/08/2022 10:55
Adriano Ferreira Ocampos, 34 anos, executado na frente de casa (Foto: Marcos Maluf)
Adriano Ferreira Ocampos, 34 anos, executado na frente de casa (Foto: Marcos Maluf)

Os assassinatos de Adriano Ferreira Ocampos, de 34 anos, João Lennon Ferreira dos Santos, de 31, e Isidoro Cáceres, 35, na região do Jardim Los Angeles, em Campo Grande, têm ligação e o mesmo suspeito, conforme investigação da Polícia Civil. Os crimes ocorreram entre os dias 26 e 29 de julho.

Ao Campo Grande News, o delegado Rauali Kind Mascarenhas, da 5ªDP, revelou que em relação a morte de Adriano Ocampos foram cumpridos mandados de busca e apreensão na manhã desta sexta-feira (5). Os investigadores estiveram em quatro endereços diferentes, sendo cumpridos dois mandados no Bairro Aero Rancho, um no Parque do Lageado e outro no Jardim Centenário.

"Apreendemos dinheiro, celulares e um aparelho DVR. As informações eram de que poderiam estar guardando a arma do crime, mas não conseguimos localizar nenhuma arma nesses endereços", disse Mascarenhas.

O delegado afirma que uma das linhas de investigação da Polícia Civil é que um dos suspeitos de matar Adriano também esteja envolvido nas mortes de João Lenon e Isidoro. "Esse suspeito já foi identificado e trabalhamos para localizá-lo", ponderou.

Casa de Isidoro, morto no Los Angeles, no dia 29 de julho. (Foto: Direto das Ruas)
Casa de Isidoro, morto no Los Angeles, no dia 29 de julho. (Foto: Direto das Ruas)

Um dos fatos que chamou a atenção das autoridades é a quantidade de tiros disparados pelos autores. Na execução de Isidoro, conhecido como "Paraguai", no dia 29 de julho, foram, ao menos, 50 disparos de 9mm. O real nome de Isidoro, com passagens por tráfico de drogas e receptação, é Pablino Luis Chávez, procurado pela polícia paraguaia por homicídio.

Um dia antes, João Lennon foi morto com cerca de 20 tiros no Jardim Canguru, região do Los Angeles. Ele também tinha extensa ficha criminal, inclusive por tráfico de drogas. Já Adriano Ocampos foi assassinado no dia 26 de julho, com 11 tiros, na frente de casa, no Los Angeles. Ele foi preso por tráfico em outubro de 2014.

Corpo de João Lennon coberto por um lençol. (Foto: Alex Machado)
Corpo de João Lennon coberto por um lençol. (Foto: Alex Machado)

Mandados de busca - Durante a ação desta manhã para cumprir mandados de busca, a polícia acabou flagrando tráfico de drogas e duas pessoas foram presas, no Aero Rancho e Centenário. Já no outro endereço, no Lageado, uma mulher encontrada estava com mandado de prisão em aberto por outro crime e também foi levada para delegacia.

Dinheiro, porções de droga e DVR usado para monitoras chegada da polícia. (Foto: Divulgação)
Dinheiro, porções de droga e DVR usado para monitoras chegada da polícia. (Foto: Divulgação)


Nos siga no Google Notícias