A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

09/10/2013 17:55

Associação defende cemitério público para '20 anos' em Campo Grande

Vinícius Squinelo
Ilmo Candido presidirá a associação até abril de 2014 (foto: Cleber Gellio)Ilmo Candido presidirá a associação até abril de 2014 (foto: Cleber Gellio)

No meio de uma nova polêmica, a Aepaf/MS (Associação das Empresas de Pax e Funerárias de Mato Grosso do Sul), reativada nesta quarta-feira (9) depois de 13 anos, defendeu a criação de um novo cemitério público em Campo Grande. A informação contraria proposição de alguns parlamentares da Câmara Municipal, que defendem a criação de um crematório público.

“Não somos contra a criação de um crematório, mas acreditamos ser mais urgente um cemitério público, que atenderia melhor a população da Capital”, afirmou o consultor funerário Ilmo Candido, nomeado presidente da Aepaf, em encontro que reuniu representantes de 20 empresas do setor, nesta tarde em um edifício na avenida Afonso Pena.

Segundo estimativa de Candido, o custo de um cemitério público ficaria entre R$ 3 milhões e R$ 5 milhões, porém poderia atender Campo Grande por cerca de 20 anos.

Um crematório público teria praticamente o mesmo custo, mas contaria com entraves para a implantação. “Em alguns casos a pessoa não pode ser cremada, como em um uma morte violente, que depende de autorização judicial. Além disso, o município não tem um IML (Instituto Médico Legal) adequado, o que dificultaria a emissão de autorizações para cremar”, explicou o consultor.

Candido ainda exemplifica, afirmando que só existe um crematório público no Brasil, em São Paulo (SP). Na capital paulista são entre 380 e 500 óbitos por dia, e mesmo assim o crematório não é usado todos os dias. Já na capital sul-mato-grossense são cerca de 350 mortes a cada 30 dias, o que poderia resultar em um crematório ocioso.

Apeaf - Após 13 anos, empresários do Estado reativaram a Aepaf/MS (Associação das Empresas de Pax e Funerárias de Mato Grosso do Sul), em encontro nesta tarde, que também aprovou o estatuto e a nova diretoria da entidade.

Ilmo Candido é o presidente, Joni Klei Florentino o vice-presidente, a secretária-geral é Jeice Martins Freitas, e o tesoureiro é Ronaldo Ângelo. A diretoria é provisória e tem mandato até o dia 9 de abril de 2014, quando a associação deve ser convertida em sindicato.

Compareceram na reunião representantes de empresas de Campo Grande, Três Lagoas, Corumbá, Sidrolândia e Aquidauana.

“Queremos diálogo com a sociedade e com as autoridades, esse é o ponto fundamental de nosso estatuto”, informou Candido.

Polêmica - A Câmara de Campo Grande adiou para a próxima terça-feira (8) votação do recurso contra o parecer da Comissão Permanente de Legislação, Justiça e Redação Final, que teve três votos contrários e dois favoráveis, ao Projeto de Lei n° 7.458/13, de autoria do vereador Eduardo Romero (PT do B), que autoriza a criação de crematórios públicos, fornos e incineradores em Campo Grande-MS. O recurso está previsto no art. 43 da Lei Orgânica do Município (LOM).

A comissão, por maioria, considerou “inconstitucional” o projeto, que foi sugerido por entidades da sociedade civil, como Associação dos Aposentados, Fórum do Meio Ambiente, Fórum da Cidadania, Cedampo e Abccon. Na última terça-feira, os vereadores Eduardo Romero, Elizeu Dionízio (PSL) e Grazielle Machado (PR) cobraram que fosse demonstrada a inconstitucionalidade, alegada por Edil Albuquerque e Paulo Pedra, ambos do PMDB.

Funerárias de MS se unem e dão primeiro passo para associação nesta quarta
Após 13 anos, empresários do Estado vão reativar a Aepaf/MS (Associação das Empresas de Pax e Funerárias de Mato Grosso do Sul), representante da cla...
Para funerárias, novo cemitério público custará menos do que crematório
Para as funerárias de Campo Grande, um novo cemitério público na cidade seria mais bem vindo do que um crematório, que pode ser criado na cidade. Seg...
Após polêmica, prefeitura reabre licitação para seleção de funerárias
A Prefeitura de Campo Grande publicou, hoje em Diário Oficial do Estado, a reabertura da licitação para seleção de funerárias. Na modalidade de conco...


Ilmo !!

Você esta no caminho certa da regularização do Setor .
 
Sandro Turcato em 10/10/2013 14:28:26
MINHA OPINIAO EM: https://www.facebook.com/cgrnews

NAO ADIANTA PENSAR PEQUENO, NO BRASIL TEM-SE O COSTUME DE FAZER AS COISAS COM PEQUENO TEMPO DE VIDA UTIL.. FAZ UM OUTRO CEMITERIO PUBLICO QUE DAQUI 10ANOS ESTE TEMA ESTARA EM DISCUSSAO NOVAMENTE.

PQ OUTRAS CIDADES TEM CREMATORIO E CAMPO GRANDE NAO PODE IMPLANTAR? SO PODE TER INTERE$$ES NA JOGADA.

CREMATORIO MUNICIPAL E A FAMILIA QUE PREFERIR PAGA A PAX E OU FAÇA UM SEGURO FUNERAL QUE ARCA COM CUSTO DE USO DE CEMITERIO PARTICULAR E SIMPLES.
 
Ademar Spacino Junior em 10/10/2013 12:56:23
Parabens ao presidente da Aepaf/MS (Associação das Empresas de Pax e Funerárias de Mato Grosso do Sul), nosso companheiro Ilmo Candido.
NEI SALVIANO
 
nei salviano em 10/10/2013 07:47:40
A constituição em São Paulo não é a mesma que aqui em Campo Grande? Pelo que sei é o mesmo pais... Então se la existe crematorio, obviamente sem entraves com a constituição, isso é a prova mais clara que crematório ser "inconstitucional" é balela. Estes empresas estão tentando manter a cerca em volta do mercado deles fechado, só isso!
Enquanto isso, parentes de quem mudou de longe para Campo Grande e morre aqui tem problemas, pois obviamente é muito mais em conta ser cremado aqui e enviar as cinzas de volta para terra natal, do que transferir um corpo... Sem falar das dificuldades das pessoas que, por motivo religioso ou consciência, querem ser cremados. Tem mercado para isso sim!
E ainda... as poucas vitimas de crime podem ser enterrados do mesmo jeito; ter crematório não impede isso!
 
Marcos da Silva em 09/10/2013 23:57:23
Existe uma mafia das funerárias em MS o crematório iria de encontro aos interesses desses indivíduos
 
William Alves da Silva em 09/10/2013 20:24:15
Na verdade a cidade precisa das duas coisas, é só brigar menos e trabalhar mais que dá pra fazer.
 
maximiliano nahas em 09/10/2013 18:59:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions