A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

08/10/2013 21:53

Funerárias de MS se unem e dão primeiro passo para associação nesta quarta

Vinícius Squinelo

Após 13 anos, empresários do Estado vão reativar a Aepaf/MS (Associação das Empresas de Pax e Funerárias de Mato Grosso do Sul), representante da classe nas discussões públicas. O primeiro passo do processo ocorre nesta quarta-feira (9), em reunião com o empresariado estadual.

A reativação da associação ocorre durante a discussão envolvendo a Prefeitura de Campo Grande e as funerárias da cidade. A reestruturação acontece em meio a polêmicas com o edital de licitação para a contratação de até 20 empresas funerárias para atuar na Capital.

Fundada em 1997, a Aepaf/MS (Associação das Empresas de Pax e Funerárias de Mato Grosso do Sul) deixou de funcionar em meados de 2000, mas deve voltar à ativa neste ano, para que as empresas tenham mais força nos diálogos com a administração pública.

A reestruturação é coordenada pelo consultor Ilmo Candido, e terá a primeira reunião na tarde desta quarta-feira. O primeiro passo da "nova" associação é a aprovação de um novo estatuto, seguido da eleição de uma nova diretoria.

"Depois ainda queremos agregar funerárias e cemitérios em um sindicato", relatou Ilmo Candido, que também será o presidente provisório. “Achamos extremamente importante (a reestruturação da associação), diante das várias discussões ou mesmo a falta de conhecimento por parte da sociedade, de como de fato”, completou.

Serviço – O encontro ocorre no Edifício Evolution, na avenida Afonso Pena, 5.723, sala 103, às 14h. O encontro será aberto aos jornalistas às 15h30.

Licitação - A Prefeitura de Campo Grande publicou, no fim de setembro em Diário Oficial do Estado, a reabertura da licitação para seleção de funerárias. Na modalidade de concorrência de “maior oferta”, o executivo irá abrir seleção para até 20 empresas para exploração e prestação do serviço. As propostas que devem ter o pagamento de outorga “onerosa” devem ser entregues até o dia 23 de outubro nos órgãos competentes.

De acordo com a prefeitura, os interessados devem comprar por R$ 25,00 a pasta contendo as especificações e regras da licitação. No dia 11 de setembro, o executivo suspendeu a concorrência e contratou por 93 dias, em regime de urgência, 14 funerárias para fazer o serviço. Os contratos foram assinados no dia 15 de agosto.

Para funerárias, novo cemitério público custará menos do que crematório
Para as funerárias de Campo Grande, um novo cemitério público na cidade seria mais bem vindo do que um crematório, que pode ser criado na cidade. Seg...
Após polêmica, prefeitura reabre licitação para seleção de funerárias
A Prefeitura de Campo Grande publicou, hoje em Diário Oficial do Estado, a reabertura da licitação para seleção de funerárias. Na modalidade de conco...


A prefeitura tem que implantar um crematório em Campo Grande, para reduzir a exploração absurda imposta pelas funerárias.
 
João Cunha em 09/10/2013 09:05:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions