A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

02/07/2019 15:12

Audiência sobre aplicativos inicia com briga e nariz sangrando na Câmara

Confusão começou depois que motorista de aplicativo disse que população "não seria mais roubada como antes"

Silvia Frias e Fernanda Palheta
Taxista Fernando Augusto (meio) ferido durante a confusão na Câmara (Foto: Paulo Francis)Taxista Fernando Augusto (meio) ferido durante a confusão na Câmara (Foto: Paulo Francis)

A audiência pública sobre regulamentação de aplicativos de transporte começou com briga esta tarde, na Câmara Municipal de Campo Grande. Os ânimos ficaram exaltados depois que um motorista de aplicativo disse que a população “não seria mais roubada como antes”.

A fala é do motorista Diego Diniz da Silva que estava fazendo pronunciamento, logo no início da audiência. Os mototaxistas que ocupavam as primeiras fileiras se levantaram e foram para cima do motorista.

O rapaz foi retirado, mas a confusão já estava instalada. No bate-boca e empurra-empurra, o taxista Fernando Augusto apareceu com nariz sangrando e disse que foi agredido.

A audiência foi suspensa pelo vereador André Salinero (PSDB), dizendo que o trabalho somente seria retomado quando os ânimos se acalmassem e todos voltassem aos seus lugares.

O debate foi convocado pela Comissão Permanente de Legislação Participativa da Câmara. Esta é a segunda tentativa de regulamentar a atividade na Capital, reapresentada em maio deste ano.

Entre os 31 artigos da proposta, estão previsão de cobrança de ISS (Imposto sobre Serviços), cadastro de motoristas na Agetran (Agência Municipal de Transporte), curso de formação, multas de até R$ 20 mil. Em Campo Grande, operam Mibusk, Uber, 99, Urban, entre outros aplicativos de transporte de passageiros.

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions