A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2018

07/01/2015 15:23

Azambuja admite interesse em criar a região metropolitana de Campo Grande

Kleber Clajus e Leonardo Rocha
Governador admitiu que estuda criar a primeira região metropolitana de MS (Foto: Marcelo Calazans)Governador admitiu que estuda criar a primeira região metropolitana de MS (Foto: Marcelo Calazans)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) admitiu, nesta quarta-feira (7), que pretende regulamentar uma lei para transformar Campo Grande em região metropolitana. A alteração permitiria captar mais recursos federais e reforçar a integração entre a Capital e municípios em um raio de 140 quilômetros.

“Existe uma lei e precisamos regulamentá-la, mas antes avaliar se podemos criar a região metropolitana de Campo Grande. Depois, por decreto, iremos organizar essa região”, comentou Reinaldo Azambuja, durante agenda pública.

A proposta foi apresentada, anteontem (6), pelo deputado federal Vander Loubet (PT) e permitiria integração de passagem de ônibus, ligações telefônicas locais entre os municípios, além de acesso a linhas de crédito especiais para projetos de infraestrutura e mobilidade urbana.

Caso a proposta seja colocada em prática seriam beneficiados os municípios de Aquidauana, Anastácio, Sidrolândia, Dois Irmãos do Buriti, Terenos, Nova Alvorada do Sul, Ribas do Rio Pardo, Rochedo, Corguinho, Jaraguari, Bandeirantes, Camapuã e outros ainda poderiam ser incorporados a lista.

A região metropolitana deve ser composta por um núcleo urbano, com áreas vizinhas menos povoadas. No Centro-Oeste já existe esta situação em Goiânia, que possui 20 municípios, assim como o Vale do Rio Cuiabá, com quatro cidades. Em todo país, existem 63 regiões metropolitanas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions