A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

23/07/2012 08:58

Baleado, homem passa a noite em matagal e é socorrido mais de 12h depois

Nadyenka Castro e Paula Maciulevicius

Ele foi ferido por três tiros, sendo dois de raspão, e não queria ser levado para atendimento médico. Vizinhos e bombeiros o socorreram

Vandail, esposa de Tânio, ficou com roupa suja de sangue e disse que marido passou a noite no meio do mato. (Foto: Minamar Júnior)Vandail, esposa de Tânio, ficou com roupa suja de sangue e disse que marido passou a noite no meio do mato. (Foto: Minamar Júnior)

Ferido por três tiros, Tânio Domingos da Silva, 31 anos, passou a noite no matagal e só foi socorrido mais de 12 horas depois. A tentativa de homicídio aconteceu no Assentamento Estrela, a aproximadamente 20 quilômetros da área urbana de Campo Grande, por volta das 17 horas desse domingo.

Esposa de Tânio, Vandail Conceição da Silva, 39 anos, conta que o marido e os quatro filhos saíram de casa para ir tomar banho em um córrego próximo e ela foi dormir. Por volta das 17 horas, um conhecido do casal chegou à casa da família e contou que um homem tinha atirado em Tânio, e este havia fugido para o matagal.

O rapaz voltou para buscar Tânio e uma hora depois retornou dizendo que não o havia encontrado. O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 19 horas, foi ao local, mas, também não localizou o baleado e retornou para a cidade.

“Hoje cedo escutei um barulho, abri a porta e era ele”, fala Vandail, que disse que passou a noite orando pelo marido. “Depois de passar a noite inteira no mato, foi por Deus que ele voltou”.

Segundo Vandail, Tânio não queria ser levado para atendimento médico, mas ao ver que saía muito sangue dos ferimentos, ela chamou os vizinhos e estes novamente acionaram o Corpo de Bombeiros.

Por volta das 7 horas, vizinhos colocaram Tânio na carroceria de uma Saveiro e encontraram com o Corpo de Bombeiros na BR-262, a 10 quilômetros da área urbana. Vandail veio com o marido e ficou com a roupa suja de sangue, assim como o cobertor que cobria Tânio.

Ele foi atingido por dois tiros de raspão na testa e outro nas costas. “Ele estava alcoolizado e não sentiu os primeiros tiros e saiu correndo. O tiro das costas ficou um buraco grande, parece marca de cigarro”, fala a mulher.

Conforme Vandail, a família é de Mato Grosso e está há quatro meses em Campo Grande. Tânio trabalha em uma fazenda e, segundo a esposa, o suspeito da tentativa de homicídio mora em uma chácara próxima à rodovia.

Eventos de Natal, inauguração de igreja e obras interditam 9 ruas na Capital
A Agetran (Agência Municial de Transporte e Trânsito) informa que pelo menos 9 ruas terão o tráfego impedido neste domingo (17) em Campo Grande. O fe...
Bandidos armados com faca usam carro prata para assaltar vítimas
Dois homens armados com faca em um carro prata - com placas HTI-8594 - assaltaram ao menos duas vítimas, na madrugada deste domingo (17), no Bairro C...
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions