A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

29/05/2013 08:14

Banheiros estão destruídos e abandonados em terminais

Luciana Brazil e Paulo Francis
Mictórios foram arrancados das paredes no terminal General Osório.Mictórios foram arrancados das paredes no terminal General Osório.
No terminal General Osório, paredes estão quebradas e pichadas. (Foto:Paulo Francis)No terminal General Osório, paredes estão quebradas e pichadas. (Foto:Paulo Francis)

Apenas os mais corajosos se arriscam a usar, mas ainda assim, só quando não há outra opção. Os banheiros de terminais de ônibus, em Campo Grande, são, sem exceção, uma vergonha, como lamentam os usuários do transporte público.

Pichados, destruídos, sem papel higiênico, sujos e sem passarem por nenhum tipo de limpeza durante dias, eles raramente são utilizados. No terminal General Osório, na avenida Coronel Antonino, o mau cheiro afasta, ao invés de ajudar quem precisa do local.

A autônoma Joice Silva, 23 anos, poucas vezes usa o banheiro e explica que o mau cheiro é forte. “Vive sujo, não tem papel higiênico e está todo pichado. O banheiro passa o dia todo sem ninguém fazer a limpeza”, lamenta.

Como outros usuários, Joice acredita que o vandalismo é causado pela “garotada da escola”. Culpados a parte, os entrevistados questionam a presença de um responsável pelo lugar.

No terminal Nova Bahia, na avenida Consul Assaf Trad, a situação não é diferente. Os banheiros não têm água, nem espelho e grande parte da estrutura está quebrada. Os usuários de ônibus não tem outra escolha, a não ser esperar chegar em casa. “O banheiro está um lixo e em todos os terminais é assim. Não tem nenhum que esteja bom. É uma vergonha, está tudo quebrado”, desabafou o pedreiro Alfrânio Monteiro, 51 anos.

A preocupação das mulheres vai além da limpeza. A auxiliar de produção Claudinete Aparecida Gargan, 49 anos, ressalta o perigo com a saúde. “Nós mulheres corremos o risco de pegar uma doença ou até uma infecção se usarmos banheiros tão sujos”.

Como se desistisse do que é pago com o dinheiro público, ela lamenta: “Tudo que é público é assim mesmo. Algumas pessoas cuidam e outras não”.

 

Sujeira faz usuários ficarem sem escolha. Sujeira faz usuários ficarem sem escolha.
Paredes pichadas e mau cheiro são comuns nos banheiros de terminais de ônibus.Paredes pichadas e mau cheiro são comuns nos banheiros de terminais de ônibus.

Engrossando a opinião de Claudinete, o militar Américo Paro, 33 anos, frisa que o local já esteve, inclusive, bem pior. “Não deveria estar assim porque a gente paga pela prestação de serviço, através dos impostos”.

Para ele, um agente patrimonial ou um vigia no local evitaria a situação atual dos banheiros.

Um motorista de ônibus, que preferiu não se identificar, contou a reportagem do Campo Grande News, que recentemente um veículo entrou no terminal e alguns rapazes entraram no banheiro para pichar. Em outra ocasião, ele encontrou um menino de oito anos dentro do banheiro pichando.

O representante comercial Tosio Yamanari, 72 anos, diz que os banheiros são precários, mas faz uma ressalva. “Mesmo assim, hoje estava bom, porque tem dias que está pior”.

Além dos banheiros, os vândalos fizeram questão de destruir também alguns telefones públicos, nos dois terminais visitados pela reportagem.

De acordo com a assessoria de comunicação da Prefeitura, a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) é responsável pela limpeza dos banheiros. Segundo a Prefeitura, já está em andamento a contratação do serviço de manutenção para os banheiros.

 

 

Homem é ferido a tiro na saída de pagode no Bairro Taquarussu
Giovani Rodrigues Barbosa, 22 anos, foi baleado no tórax na saída de um pagode, na madrugada deste domingo (18), na Avenida Presidente Ernesto Geisel...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


é mesmo né, cade a empresa que cuidava dos terminais, como vemos retrocedemos!
 
samuel vosni em 29/05/2013 21:38:08
Sou filha de CG mas acho a população de CG , totalmente sem EDUCAÇÃO, os espaços públicos não são respeitados, a maioria estão depredados, e quem paga é a população.
 
helena da costa andrade em 29/05/2013 20:53:20
Cadê a guarda municipal?
Nessa hora que eles devem agir, a guarda é para proteger o patrimônio publico!
Vai no UPA do universitário tem no mínimo 3 para que tudo isso, quem vai em uma UPA é porque ta enfermo, agora nos terminais sim tem pessoas circulando no geral e lá sim precisava não somente 3 mas uns 7 por terminais!
 
Anderson Silva em 29/05/2013 20:21:21
Vergonha para nossa cidade, cadê o pessoal que cuidava dos terminais na gestão do Nelsinho? A pmcg precisa agir urgentemente, chega de paralisia.
 
Reinaldo Escobar em 29/05/2013 16:07:40
O terminal era bem cuidado sim ano passado, porque tinha uma empresa fazendo a manutenção, o que era quebrado pelos vândalos era reconstruído, mas o próprio usuário não dava valor, agora vem falar que sempre foi assim esse lixo que estamos vendo nas fotos.
 
Isabel Silva em 29/05/2013 15:32:49
FALAM DE REFORMA POR QUE
SE FOI ENTREGUE E FUNCIONANDO
QUEBRAM, VANDALISMO.
TEM QUE DESATIVAR FAZ UM POSTO DE ATENDIMENTO IGUAL A SAO PAULO
O POUPA TEMPO.
ESSES PORCOS QUE QUEBRARAM NAO MERECEM O BANHEIRO.
E COMO MANDA A REGRA POR CAUSA DE UNS TODOS PAGAM
FECHA O BANHEIRO
 
JULIO JUNIOR em 29/05/2013 15:17:00
ja faz tempo que os terminais não passam por uma reforma ou manutenção, tá na hora de isso ocorrer até porque as pessoas pagam caro para usufruir de tal e tudo se deteriora com o tempo. a unica coisa que mudou esse ano nos terminais foi a desativação das maquinas que mostravam horarios dos onibus, e essas maquinas era de otimo serviço a população, entao so retrocedemos...
 
samuel vosni em 29/05/2013 13:43:35
É um absurdo que alguns usuários fazem com o banheiro publico, lamentável a falta de respeito e a depredação desses marginais.
 
Ulisses Silva em 29/05/2013 13:27:28
Falta de Educação =Vandalismo que é = ação motivada pela hostilidade contra a arte de uma cultura, ou destruição intencional de bens e propriedades alheios. Para afastar esses vândalos só tem 2 soluções: Pagar para utilizar e Fiscalização. #simplesassim.
 
SHIRLEY SILVEIRA em 29/05/2013 12:18:10
a grande maioria dessas depredações são causadas por esses estudantes(metidos a machão) que recebem passe do estudante que ficam cabulando aula em terminais qualquer pessoa pode constatar isso eu acho que ao invés de reformar esses banheiros o que não vai adiantar muito deveria sim colocar essa molecada pra estudar nas escolas próxima de suas casas pra acabar com esse vandalismo façam um teste e verifiquem como os coletivos andarão mais limpos e sem super lotação porque a grande maioria é estudante de ensino fundamental e médio acho que passe do estudante somente deveria ser concedido alguém já estiver em uma faculdade porque é caro nem to mundo tem como bancar ai sim seria bem aplicado esse direito do passe
 
francisco moreira em 29/05/2013 11:34:14
Reflexo da FALTA DE EDUCAÇÃO! O cidadão gosta de cobrar, colocar a culpa no Poder Público, podem reformar deixar tudo limpo, lindo, e perfeito, não dou uma semana para estar desse jeito novamente, os usuários, a grande maioria, destrói. Não tem que ter guarda, nem funcionário para cuidar banheiro, as pessoas deveriam ter zelo, simples assim, nem a descarga eles não usam... é complicado.
 
Katia Beatriz Guilherme em 29/05/2013 11:05:27
Será que quem vandaliza , quebra, picha, suja , faz isso na sua própria casa ?
Porque todos sabemos que educação vem de casa.
Eu convivo com isso todos os dias, trabalho em um shopping e a situação de sujeira e desrespeito pelo próximo e com as coisas públicas ou privadas é a mesma.
No shopping não chega a ser como nos terminais porque tem sempre um funcionário que fica na porta cuidando dos sem educação.
Os pais tem que ensinar os filhos desde pequenos a respeitar o que é dos outros assim como respeita a sua própria casa.
Enfim, falta educação de berço.
 
Lizeti Aparecida Zanineli em 29/05/2013 11:01:18
ISSO É REFLEXO DE UMA SOCIEDADE MAL CIVILIZADA, QUE NÃO SABE VALORIZAR O PATRIMÔNIO PUBLICO, PRINCIPALMENTE ESSES ESTUDANTES DA JUVENTUDE REBELDE DE HOJE EM DIA...OS BANHEIRO ESTÃO NUMA SUJEIRA DE DAR DÓ! POR CULPA DESSES PICHADORES QUE ALEM DE PICHAREM QUEBRAM PORTAS, E O QUE PODEM!!! NEM ADIANTA REFORMAR E FAZER MANUTENÇÃO,POIS DAQUI UM TEMPO ESTARÃO ASSIM DE NOVO... A UNICA SOLUÇÃO QUE EU VEJO É COBRAR E COBRAR BEM PRA USAR ESTES BANHEIROS,PENA QUE ISSO VÁ ATINGIR O BOLSO DO CIDADÃO DE BEM TAMBÉM, POREM HÁ DE EVITAR QUE VÂNDALOS DESTRUAM DESTA FORMA O QUE É PUBLICO!
 
RAFAEL ALVES em 29/05/2013 10:59:50
Isso tudo é reflexo da Educação de quem usa; da libertinagem (liberdade legalizada sem disciplina) e pequena parcela da prefeitura. Se eu fosse prefeito administraria isso sem gastar 1 centavo dos impostos. É fácil. Todas as praças também poderão ser bem administradas pelo poder privado.
 
luiz alves em 29/05/2013 10:20:35
Gostaria muito de saber onde estão os guardas municipais, pois temos vários locais públicos que deveriam estar sob seus cuidados e não existe ninguem fazendo o trabalho.
 
joao braz em 29/05/2013 10:06:40
A reforma nos banheiros dos terminais não faz muito tempo, assim como muitas praças o que acontece é que a população não está nem ai, a prefeitura manda limpar e concertar mas não custa as pessoas conservarem também e isso são pessoas de todas as idades, cansei de ver pessoas até de mais idade sentadas nos encostos dos bancos dos pontos de ônibus e com os pés nos bancos ou seja total falta de respeito da população com as benfeitorias da cidade.
 
Anna Gonçalves em 29/05/2013 09:49:34
Esse é um problema antigo, mesmo na administração passada isso era corriqueiro.
 
francico prado em 29/05/2013 09:40:32
Sabem por quê ???
Fazem cinco meses que com a nova administração municipal, a nossa Campo Grande/MS., virou tema do "samba do crioulo doido", aqui, nada que é público/municipal ou concessão, funciona! A prefeitura não faz, não fiscaliza, não cumpre seu papel, e o povo/eleitor não tem nem o direito de fazer suas necessidades fisiológicas em terminais de transbordo, na capital do Estado que tem uma das maiores tarifas do transporte coletivo do país, em um sanitário condizente ao menos com essa tarifa absurda.
CULPADOS ????
Nós, eleitores e usuários do transporte coletivo que ficamos como "estátuas" só observando.
Há, tem também a inoperante comissão de transporte da Câmara Municipal que não vê, não cobra, não fiscaliza, enfim..............
 
washington antenor de souza junior em 29/05/2013 09:22:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions