A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

19/06/2013 10:58

Bernal diz que pedido para redução da tarifa na Capital é "oportunismo"

Ângela Kempfer
Bernal diz que pedido para redução da tarifa na Capital é oportunismo

O prefeito Alcides Bernal considerou “oportunismo” o fato do vereador Eduardo Romero acionar o Ministério Público Estadual em busca de redução de R$ 0,10 na tarifa do transporte coletivo.

Sobre o argumento apresentado pelo parlamentar, ele diz que ainda vai “estudar” os impactos da MP (Medida Provisória) 617, publicada em primeiro de junho, que zera as alíquotas do PIS (Programa de Integração Social) e da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) pagas por empresas de transporte coletivo urbano.

A medida foi tomada para que os municípios façam reajustes menores nas tarifas de transporte público, mas o prefeito pareceu não estar disposto a exigir qualquer redução.

Durante evento hoje cedo, de posse do Conselho de Desenvolvimento Econômico, ele preferiu sair em defesa das empresas de transporte e das mudanças já adotadas pelo município para tornar a tarifa mais acessível.

Bernal lembrou do congelamento este ano e da queda no valor da passagem para Anhanduí, que era R$ 10,00 e passou a ser R$ 2,85, o mesmo cobrado para os usuários da área urbana de Campo Grande.

Também explicou que houve ampliação no número de estudantes com passe livre, já que agora os alunos de cursos técnicos também são atendidos.

O valor fica congelado até outubro, depois, não há compromisso sobre o índice de reajuste. Bernal não diz se vai ou não aumentar a passagem.

A ação do vereador Eduardo Romero coincide com uma onda nacional de protesto contra aumento da passagem do transporte público. Em Campo Grande, está marcada uma mobilização na quinta-feira.

O vereador quer o Ministério Púbico pressione a Prefeitura para que reveja o valor logo. Nos cálculos de Romero, são 210 mil usuários por dia.

Caso o desconto de 0,10 fosse aplicado, o consórcio Guaicurus, que explora o serviço na Capital, deixaria de receber R$ 21 mil por dia. Ao mês, seriam R$ 630 mil e até outubro, R$ 3,1 milhões. Segundo Romero, a Prefeitura informou que só muda a tarifa a partir de outubro.



Foram mais de 11 cidades que reduziram as passagem esta na hora de Campo Grande vamos pedir por isso tarifa de ônibus 2,75 # campo grande 2,75 tarifa de ônibus
 
rafaela muniz em 19/06/2013 15:49:51
Exmo. Sr. Prefeito ALCIDES BERNAL não venha agora dizer que estão sendo 'oportunistas'. Foi exatamente através dele (oportunismo) que Vossa Senhoria teve a chance de usar de oratória e sair vitorioso nas eleições. Muita promessa para ganhar o voto do povo e até agora pouco ou quase nada virou realidade.
A proposta do Vereador Eduardo Romero seria uma oportunidade para o Senhor começar a trabalhar, fazendo aquilo que prometeu em campanha. Não é inteligente de sua parte criticar, deveria aceitar a ideia e usa-la. Ajudar o povo com a redução da tarifa de ônibus. A exemplo de vários Prefeitos. O Governo Federal já autorizou basta cumprir. Se isso não é possível usa a mídia para explicar e não para criticar. Seja mais claro em suas atitudes. Sem blá-blá-blá. O povo quer providências.
 
Jefferson Villa Nova em 19/06/2013 15:13:14
Eu votei nesse camarada, mas tenho que admitir que vem fazendo um papelzinho bem mais ou menos na câmara municipal. Sinceramente achei que seria uma voz do povo no parlamento, mas vejo que se tornou em poucos meses, massa de manobra dos interesses políticos do grupo do qual ele faz parte. É uma pena.
 
Washington Castro em 19/06/2013 14:33:55
Tarifa em transporte público... Campo Grande vai parar!































 
ECIO EDUARDO em 19/06/2013 13:26:44
Bom pra ganhar 21$mil por dia somente dos 0,10$ deveria ser pelo menos um transporte de qualidade e porque não baixar a tarifa se nem cobradores tem mais?.
 
Leticia Correa em 19/06/2013 13:16:11
Agora que o povo esta acordando começam a aparecer um monte de politicos "bonzinhos". A questão não é so o preço da passagem, alias isto foi a gota dágua que iniciou o protesto em SP, mas não é so isto a causa para o resto do pais. O que a população quer são politicos que trabalhem e quando resolverem trabalhar façam isto em função do povo que os elegeu e paga seus salarios. São tantas coisas descabiveis feitas com o dinheiro publico que nem da pra enumerar todos aqui. Não adianta baixar a passagem hoje, o que queremos é SAUDE, EDUCAÇÃO, SERVIÇOS PUBLICOS DECENTES, e principalmente ETICA E HONESTIDADE dos senhores. Nao precisa ser hoje mas tem que ser logo.
 
Jose Batista em 19/06/2013 12:00:39
pra gente como ele, que não precisa acordar cedo e enfrentar esses ônibus lotados de cg, e com péssima qualidade, é bem fácil dizer que isso é oportunismo, tirando 10 centavos, mesmo assim sobraria e muito pra bancar esses passes livres, mas é difícil né prefeito. Afinal vc e toda a sua família, anda de carro, com ar condicionado, conforto e chegam aos seus destinos na hora certa. Agora nós os trabalhadores, até que consigamos chegar a comprar uma Motinha, ou bicicleta que seja, pra chegarmos ao nosso trabalho e deixarmos nossos filhos em suas escolas, ainda precisamos enfrentar muitos 2,85 na vida.
 
ellen silva em 19/06/2013 11:46:22
mais se o MP , investigar com certeza irá achar um grande laranjal politicos de sócios no transporte na capital e interior. por isso é um blz a margem que colocam nas planilhas ocultas, de grão em grão a galinha enche o papo. enquanto não tiver clareza o povo é transportado como lixo, porque gado tem a quantidade certa por caminhão; Isto é uma vergonha. Motivo que querem tirar poder do MP é pra continuar a impunidade diante da fraca lei criada por corruptos politicos.é vergonha nacional, basta...
 
Hermes de Campos Pinto em 19/06/2013 11:30:33
mas quem esta fazendo protesto no Brasil inteiro é o Povo não essa classe de políticos Oportunistas, fora políticos nas passeatas..
 
Stella medeiros em 19/06/2013 11:25:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions