A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

23/05/2011 15:09

Acessibilidade está longe do ideal nas ruas de Campo Grande

Vanda Escalante

Blog mostra flagrantes de descumprimento da lei

Acessibilidade. Está na lei federal (Leis 10.098 e 10.048, de dezembro de 2000, regulamentadas pelo Decreto-lei 5296 de 2 de dezembro de 2004) e também nas rodas de conversa, nas pautas de discussão e nos pronunciamentos de políticas e especialistas. Só que na prática, a acessibilidade ainda é um problema no dia-a-dia do campo-grandense.

A legislação municipal a respeito da acessibilidade em Campo Grande data de 1999 (Lei Municipal 3.670 de 29/10/1999) e foi ampliada em 2008 (Lei Complementar nº 117 de 20/06/2008), mas ainda é flagrante a falta de condições para o livre trânsito de pedestres e pessoas com mobilidade reduzida, mesmo nas ruas do centro da cidade.

O blog Acessibilidade na Prática , dedicado a “avaliar e divulgar as condições de acesso para pessoas com mobilidade reduzida” em Campo Grande, publicou uma coletânea de imagens mostrando a situação em vários trechos do centro da capital. O tema das fotos é o rebaixamento de guias e calçadas junto às faixas de travessia de pedestres.

Av. Fernando Corrêa da Costa esquina com Rua 13 de Maio - rebaixamento de guia junto à faixa de travessia de pedestres, porém em péssimo estado de conservação. O revestimento do piso é praticamente inexistente, com pedras e pisos soltos, rachaduras e desníveis. (Foto: Giuliano Lopes)Av. Fernando Corrêa da Costa esquina com Rua 13 de Maio - rebaixamento de guia junto à faixa de travessia de pedestres, porém em péssimo estado de conservação. O revestimento do piso é praticamente inexistente, com pedras e pisos soltos, rachaduras e desníveis. (Foto: Giuliano Lopes)
Av. Fernando Corrêa da Costa esquina com Rua 13 de Maio - rebaixamento de guia em apenas um lado da faixa de pedestres. A esquina oposta não possui rebaixamento e ainda apresenta bueiros que oferecem risco à segurança dos pedestres (Foto: Giuliano Lopes)Av. Fernando Corrêa da Costa esquina com Rua 13 de Maio - rebaixamento de guia em apenas um lado da faixa de pedestres. A esquina oposta não possui rebaixamento e ainda apresenta bueiros que oferecem risco à segurança dos pedestres (Foto: Giuliano Lopes)

O texto que acompanha as imagens, assinado por Frederico Rios e Maria Alice Furrer Matos, afirma o seguinte: “Como podemos concluir, dificilmente ‘qualquer’ pedestre consegue se locomover com facilidade na região central de Campo Grande. É muito importante que as iniciativas para melhorar os rebaixamentos de guia e as calçadas, realizadas pelos proprietários dos imóveis, sejam feitas em ‘conjunto’, pois é necessária uma continuidade entre as ‘partes’ da cidade. Esta união de forças poderá gerar, inclusive, uma diminuição dos custos com as reformas. Modificações isoladas nessas estruturas acabam não surtindo efeitos benéficos aos usuários.”

Os autores cobram ainda que a prefeitura aja mais efetivamente na orientação técnica aos proprietários e executores das obras para, além de melhorar as condições, evitar desperdício de recursos e “investimentos em vão”.

Av. Afonso Pena equina com Rua 14 de Julho - Presença de desnível entre o final do rebaixamento e o asfalto, além de a superfície do piso apresentar buracos e rachaduras, dificultando a travessia de pedestres e oferecendo risco à segurança. (Foto: Giuliano Lopes)Av. Afonso Pena equina com Rua 14 de Julho - Presença de desnível entre o final do rebaixamento e o asfalto, além de a superfície do piso apresentar buracos e rachaduras, dificultando a travessia de pedestres e oferecendo risco à segurança. (Foto: Giuliano Lopes)
Av. Ernesto Geisel esquina com Av. Afonso Pena - Presença de rebaixamento de guia, mas não está localizado junto à faixa de travessia de pedestres. (Foto: Giuliano Lopes)Av. Ernesto Geisel esquina com Av. Afonso Pena - Presença de rebaixamento de guia, mas não está localizado junto à faixa de travessia de pedestres. (Foto: Giuliano Lopes)
EMHA suspende atendimento ao público para capacitação de funcionários
O atendimento ao público será suspenso nesta sexta-feira (15) na EMHA (Agência Municipal de Habitação). Segundo a assessoria de comunicação da prefei...
Homem tem casa invadida, pula muro para fugir de ladrão e quebra o pé
Homem de 29 anos quebrou o pé após pular o muro do sobrado onde mora para fugir de ladrões, na noite de ontem (13), na Rua Canavieiras, na Vila Plana...


A Legislação Brasileira garante acessibilidade às pessoas com mobilidade reduzida, através da supressão de barreiras e obstáculos nas vias e nos espaços públicos. Assim, faz-se necessária a adequação da pavimentação por meio do nivelamento da calçada e seu rebaixamento, por exemplo.
Em minha opinião, as calçadas devem ser adequadas como um todo e, para isso, deve haver fiscalização. Como resultado, melhor qualidade de vida seria proporcionada a todos os pedestres.
 
Artur Z. Santos em 23/05/2011 09:13:49
Quero parabenizar a iniciativa do Sr frederico,com relação ao assunto(calçada) pois ja não da mais só para receber ordens da prefeitura de mandar fazer as calçadasse ela não colabora. Lembrando que é mais um modo de cobrar se não for feito,ja pagamos iluminação pública(que não mostra para onde vai esse dinheiro)esgoto(que muitos bairros não tem)lombada eletronica(que não retorna para via como sinalização,faixas e mais)parquimetro(cade o retorno, que poderia ser contruido um centro para profissionalizar os flanelinhas)e agora calçada até onde vai..................Falei.CONTINUE DENUCIANDO NOSEU BLOG,JA SOU ADEPTO.
 
luiz carlos santos em 23/05/2011 07:48:49
quem sabe quando um dia os politicos do Brasil serem honestos e padronizar as calçadas ao invés de empurrar a responsabilidade disto para o povo que já paga tanto imposto com certeza haverá acessibilidade as pessoas em geral e que façam como os paisrs do primeiro mundo que quando asfaltam um bairro jpa coloca a calçada também padronizada cimi parte do asfalto.
 
antonio luis em 23/05/2011 05:02:49
Poder publico, é preciso solucionar esse problema que na vida de um cidadão que necessita de acessibilidade é essencial! imagine nos bairros e nas periferias como não é , se no centro é lastimavel !
Parabens ao meu amigo Frederico pelo brilhantismo em divulgar esse assunto tao importante em seu blog.
beijoss
 
MARINA DE OLIVEIRA KROLL LEITE em 23/05/2011 04:42:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions