ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  20    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Bloqueio da Afonso Pena tem lentidão, xingamento e problema extra para pedestre

Cenas nesta manhã são do tipo: “Sai da rua, p...”, gritou um motociclista no meio da confusão contra mulher

Por Aline dos Santos e Cristiano Arruda | 30/07/2021 08:40
Pedestres com dificuldade para atravessar cruzamento durante interdição. (Foto: Marcos Maluf)
Pedestres com dificuldade para atravessar cruzamento durante interdição. (Foto: Marcos Maluf)

A interdição do cruzamento da Afonso Pena, principal avenida de Campo Grande, na esquina com a Rua 13 de Maio, provocou 40 minutos de transtornos na manhã desta sexta-feira (dia 30).

A reportagem chegou ao local às 7h20 e havia somente uma agente de trânsito para controlar o fluxo caótico, com longa fila e dificuldade de travessia para os pedestres.

Na sequência, uma segunda servidora da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) foi ao local e, com sistema de revezamento entre as agentes, a situação foi controlada.

O mecânico Onedilo Ferreira de Castro Filho, 34 anos, conta que a esposa chegou atrasada no serviço por conta da lentidão do trânsito em toda a região. “Da 14 [de Julho], da Fernando Correia da Costa, até à Afonso Pena, levou uns 14 minutos, o que atrapalhou bastante”, afirma.

O engenheiro civil Roberto Cordobo, 40 anos, avalia que o trânsito está mais pesado nesta sexta-feira. “Levei cinco minutos para vir da Calógeras a 13, para chegar por aqui de moto. Vim cortando, mas o fluxo está bem ruim”, diz.

Por volta de 7h20, somente uma agente controlava fluxo. (Foto: Marcos Maluf)
Por volta de 7h20, somente uma agente controlava fluxo. (Foto: Marcos Maluf)

O fluxo maior de veículos hoje também foi destacado pela design Isadora Simone, 24 anos, que trabalha no Centro da cidade. “Espero que não me atrapalhe mais tarde. Eu nem sabia dessa interdição. Estou torcendo para não pegar trânsito na hora que sair”.

Os pedestres tiveram dificuldade na travessia diante da pressa e desrespeito dos condutores. Quando “fecha” a Afonso Pena, é liberado o fluxo da 13 de Maio. Contudo, as pessoas ainda estão no meio da rua e as motocicletas avançam. Uma mulher que só queria atravessar a via foi ofendida. “Sai da rua, p...”, gritou um motociclista.

Trânsito teve lentidão no horário de pico no Centro de Campo Grande. (Foto: Marcos Maluf)
Trânsito teve lentidão no horário de pico no Centro de Campo Grande. (Foto: Marcos Maluf)

O cruzamento vai ficar fechado pelos próximos 15 dias devido às obras do Reviva Mais Campo Grande. A interdição da Afonso Pena é entre as ruas 13 de Maio e Pedro Celestino, sentido Centro ao Parque dos Poderes.

As rotas alternativas são : Avenida Calógeras, Rua 7 de Setembro ou Rua 26 de Agosto e Rua 13 de Maio, Rua 7 de Setembro ou Rua 26 de Agosto.

De acordo com o chefe de Fiscalização de Trânsito da Agetran, Carlos Guarini, a lentidão é comum nos primeiro dia de interdição, mas foi encaminhado reforço para o local. Nas vias do entorno da interdição, os semáforos estão funcionando e não há necessidade de agentes para controlar o fluxo. (Matéria editada às 9h34 para acréscimo de informação da Agetran)

Confira a galeria de imagens:

  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Nos siga no Google Notícias
    Regras de comentário