A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 24 de Abril de 2019

27/03/2019 15:30

Bope vistoria prédio e Instituto Federal reforça segurança após ameaças

Equipe esteve no local para orientar equipe de segurança do Instituto Federal, em Campo Grande

Leonardo Rocha e Geise Garnes
Ameaça pela internet a alunos do IFMS gera preocupação (Foto: Kisie Ainoã)Ameaça pela internet a alunos do IFMS gera preocupação (Foto: Kisie Ainoã)

A direção do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) em Campo Grande reforçou a segurança e registrou Boletim de Ocorrência na 7° DP (Delegacia de Polícia) da Capital, após ameaças contra alunos, por meio das redes sociais. As aulas foram mantidas e seguem normais, no entanto a equipe de segurança está em alerta.

Segundo a diretora do campus, Rosane Fernandez, uma equipe do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) foi até o local, para vistoriar a unidade e fazer a orientação ao pessoal da segurança, de como devem agir. “Em resumo pediram mais vigilância e atenção”.

Tudo começou com ameaças aos alunos do Instituto, por meio de uma página na internet, em um grupo no facebook, que se chama “Segredo da IFMS”, onde apareceu uma mensagem, com ameaça de morte para estudantes. A diretora disse que assim que tomou conhecimento, foi até a Polícia Civil registrar boletim de ocorrência.

Um pai de um aluno que também leu a mensagem, também registrou uma denúncia às autoridades policiais. A página na internet é anônima e agora o desafio é investigar quem está por traz das ameaças. “Muitas pais pediram para que as aulas fossem adiadas, mas resolvemos manter, no entanto reforçando as medidas de segurança”.

A diretora também anunciou que pretende entrar com uma medida judicial para retirar a página da internet do ar. “Já adotamos medidas para garantir a segurança, como alunos de uniformes, com funcionários de crachá, assim como a nossa segurança tem porte de arma”, relatou.

Rosane também destacou que a IFMS possui um núcleo de especialistas, que contam com psiquiatras, psicólogos e outros profissionais que fazem o acompanhamento dos funcionários e alunos, discutindo situações como “bulling” e até “suicídios”. Segundo ela, o grupo não notou nenhum comportamento anormal.

Diretora da unidade, Rosane Fernandez, durante entrevista (Foto: Kisie Ainoã)Diretora da unidade, Rosane Fernandez, durante entrevista (Foto: Kisie Ainoã)

Posição – Em nota, a direção da escola garante que as atividades seguem normalmente. Também afirma que não foi avisada por nenhum estudante ou responsáveis sobre as ameaças.

Mas informa que, na semana passada, o campus encaminhou "novo ofício" à Polícia Militar solicitando ronda nas imediações do campus, “como forma de prevenir roubos, furtos e demais atos criminosos”. Pelo teor da nota, não é a primeira vez que o pedido é apresentado.

O IFMS diz estar em contato com os órgãos de segurança, “a fim de colaborar com informações que subsidiarão as investigações pelos setores de inteligência das Policias Civil e Militar”.

Também esclarece que o Instituto Federal tem na equipe psicólogos, enfermeiros e assistentes sociais que prestam atendimento psicossocial a estudantes e servidores.

“Estes profissionais realizam uma série de ações, durante o ano letivo, que buscam abordar temas relacionados à saúde mental e o bem-estar de todos os membros da comunidade do campus”, esclarece.

Segundo o IFMS, para assegurar que só pessoas autorizada entrem “o campus possui vigilância armada ininterrupta, que é responsável pela permissão de acesso e permanência de estudantes, servidores e visitantes em todas as dependências do IFMS”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions