A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Abril de 2018

15/04/2018 19:40

Cachorro é baleado por policial após confusão em praça

Caso aconteceu em praça do bairro Arnaldo Esteves de Figueiredo na tarde deste domingo (15)

Guilherme Henri
Praça no bairro Arnaldo Esteves de Figueiredo onde confusão e tiro aconteceram nesta tarde (Foto: Direto das Ruas)Praça no bairro Arnaldo Esteves de Figueiredo onde confusão e tiro aconteceram nesta tarde (Foto: Direto das Ruas)

Cachorro da raça labrador foi baleado na tarde deste domingo (15) depois de confusão em praça no bairro Arnaldo Esteves de Figueiredo, em Campo Grande. O tiro foi disparado por policial civil – que não teve o nome divulgado pela polícia.

As informações chegaram ao Campo Grande News por meio do canal "Direto das Ruas". Uma das pessoas que presenciou a cena e preferiu não se identificar relatou que o labrador, de nome Thor, estava solto na praça. No mesmo lugar, o policial passeava com o cachorro dele. Porém, quando Thor se aproximou o policial acabou disparando. “A praça estava lotada de crianças, poderia ter atingido outra pessoa”, conta a testemunha.

Thor foi socorrido pelos tutores até uma clínica veterinária da região central e conforme testemunha estaria “entre a vida e a morte”.

Polícia - Entretanto, a versão contada pela testemunha diverge com a do policial, que se apresentou nesta noite na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga.

Segundo o delegado Hoffman D'avilla, em depoimento o policial relatou que passeava com o cão dele, quando o labrador teria escapado de uma casa. “Inclusive pelo relato do policial a situação é recorrente o que pode ser encarada como omissão de cautela”, detalha.

Depois de ter escapado, o labrador teria avançado no cachorro do policial. Para proteger o animal, o tutor disparou no chão, contudo, o tiro acabou atingindo Thor. “A informação que temos é que o cachorro não corre risco de morte. Porém, ao ser informado sobre o caso cheguei a chamar o Batalhão de Trânsito o qual submeteu o policial ao bafômetro. O resultado deu negativo, o que comprova que ele agiu sobre a legalidade do estado de necessidade”, explica o delegado.

No entanto, o delegado diz que ainda analisará todos os fatos para então registrar a ocorrência. Ainda segundo ele, por envolver um policial, o caso deve ser colocado em segredo de Justiça.

Direto das Ruas - A informação de que havia acontecido o acidente neste endereço chegou ao Campo Grande News por meio do Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação.

Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode enviar para a redação por WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

Labrador Thor em clínica veterinária depois de ser baleado (Foto: Direto das Ruas)Labrador Thor em clínica veterinária depois de ser baleado (Foto: Direto das Ruas)


O pobre animal foi que pagou pela ignorância do ser humano. Primeiro o dono do Thor errou por deixá-lo solto (sem guia) e o policial agiu de forma inadequada e com excesso, inclusive colocando em risco a integridade física e psicológica da pessoas que passeavam na praça, principalmente, as das crianças. Agora, veja bem, a raça Labrador é muito dócil e dificilmente ataca outro animal, e, não ficou claro se o cachorro do policial estava na coleira. Finalmente, é necessário que as investigações sejam feita com isenção e sem corporativismo e que os irresponsáveis sejam punidos, porque o pobre cão não pode ser o único a sofrer as consequência da falta de amor, de tolerância e de irresponsabilidades do seres desumanos. Quem ama cachorros, não bate, não maltrata e nem mata nenhum tipo de cachorro
 
Ezequiel em 16/04/2018 07:24:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions