ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, TERÇA  25    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Câmera flagra roubo de carro pouco antes de perseguição e morte

Cristiano de Souza e comparsa que não teve o nome divulgado morreram em confronto com a PM, na BR-262

Por Bruna Marques e Antonio Bispo | 01/04/2024 08:12

Câmera de segurança registrou o momento em que Cristiano de Souza, de 37 anos, e seu comparsa, que ainda não teve o nome divulgado, renderam uma família no Bairro Guanandi, em Campo Grande, e fugiram levando o carro Volkswagen Virtus, na noite deste domingo (31).

A imagem gravada com áudio mostra o portão da residência aberto e o desespero da família na hora em que os bandidos chegam armados e pedem a chave do carro, estacionado na rua.

A ação dos suspeitos foi rápida e, na sequência, eles fugiram levando o carro. Equipe da Polícia Militar foi acionada e as vítimas informaram que um dos criminosos estava com uma camiseta branca amarrada no rosto. Já o outro vestia roupas escuras. A arma utilizada no assalto era pequena, de cano fino e brilhosa.

Carro roubado e polícia no local do confronto. (Foto: Direto das Ruas)
Carro roubado e polícia no local do confronto. (Foto: Direto das Ruas)

Troca de tiros – Os dois homens suspeitos do assalto morreram após trocarem tiros com a Polícia Militar, na BR-262, saída para Sidrolândia, em Campo Grande, segundo informações da Polícia Civil.

O delegado que atendeu a ocorrência, Gabriel Desterro, diz que a dupla assaltou uma família, no Bairro Guanandi, e levou um Volkswagen Virtus. "A vítima repassou a placa do veículo e a Força Tática passou a fazer rondas para localizar os suspeitos".

Na BR-262, saída para Sidrolândia, os policiais viram o veículo e houve perseguição, segundo o delegado. "Mas em determinado momento, o suspeito encostou o Virtus, de onde desembarcaram dois homens atirando", explica. Os policiais, então, revidaram e acertaram os dois suspeitos.

Eles foram socorridos pelos próprios militares e levados ao Hospital Regional, mas não resistiram e morreram. "Eles estavam com duas armas calibre 32, com munições deflagradas, mostrando que realmente atiraram contra a PM", disse o delegado.

Desterro ainda disse que Cristiano de Souza era dado como desaparecido no sistema policial. Ele figura como autor de diversos crimes, em Campo Grande, e no interior do Estado.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias