A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 16 de Setembro de 2019

17/11/2014 13:25

Câncer da próstata deve atingir 68,8 mil homens no Brasil neste ano

Filipe Prado

Nesta segunda-feira (17) é comemorado o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, doença que afetou 68.800 mil homens no Brasil, somente em 2014, conforme previsão do INCA (Instituto Nacional de Câncer). Em Mato Grosso do Sul, a incidência é de 82,92 casos para cada 100 mil habitantes.

Segundo os dados do INCA, até 2011 foram 13.129 mortes pelo câncer de próstata no Brasil, já em Campo Grande, de acordo com a gerente técnica da Saúde do Homem da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Rejane Sartor, houve 73 óbitos pela doença em 2013.

Ela revelou que foram 127 internações por câncer de próstata na Capital, sendo que cerca de 100 mil homens procuraram os postos de saúde do município. “Apesar de ter um número maior na procura pelo exame, a maioria das internações em Campo Grande são por causas externas, que são acidentes”, explicou Rejane sobre as 3.890 internações de homens entre 20 e 59 anos.

A gerente admitiu que os homens têm buscado mais o atendimento, porém “ainda é pouco, se comparado com a mulher, mas eles têm buscado mais, isso gradativamente”. Ela acrescentou que os homens têm buscado todos os tipos de atendimento, não somente os de combate ao câncer de próstata.

Rejane ressaltou que os homens tem um aspecto cultural muito forte de preconceito quanto ao toque, exame de prevenção da doença. “Eles tem medo, por conta deste machismo arraigado”, admitiu.

O câncer de próstata não é considerada uma doença que afeta jovens. Rejane recomendou que os homens, que tem um histórico da doença na família, realizem os exames a partir dos 45 anos, porém quem não possuem antecedentes pode buscar o check-up a partir dos 50.

“Mas caso alguém sentir que está com alguma sintoma diferente, pode buscar o atendimento médico, não importa a idade”, assegurou Rejane. Os sintomas do câncer são dificuldade de urinar e necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou a noite. Na fase avançada, pode provocar dor óssea, sintomas urinários ou, quando mais grave, infecção generalizada ou insuficiência renal.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions