A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

03/08/2011 07:57

Campo Grande está mais preparada para enfrentar chuvas, diz secretário

Vinícius Squinelo

De Marco alerta para continuação do trabalho e data de validade das galerias

De Marco não descarta problemas de enchentes na Capital (foto: Simão Nogueira)De Marco não descarta problemas de enchentes na Capital (foto: Simão Nogueira)

No início do ano Campo Grande sofreu com as fortes chuvas, que causaram alagamentos e enchentes em diversos bairros da cidade. Com a chegada da estiagem, em abril, a Prefeitura Municipal iniciou obras emergenciais de drenagem urbana e contenção de águas pluviais, além de lançar a campanha “Mais Trabalho Por uma Campo Grande Melhor”, para revitalizar a cidade.

Pouco mais de três meses depois das medidas tomadas pelo Executivo Municipal, o secretário municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação, João Antônio de Marco, faz um balanço positivo do trabalho, mas alerta para o futuro da cidade.

“Nenhuma cidade está preparada para chuva acima da média. Trabalhamos para tentar evitar enchentes, realizamos obras em diversas regiões, como do shopping, da avenida Ceará, entre outros”, destacou De Marco, em entrevista ao Campo Grande News ontem.

Na região entre o shopping e o Parque do Sóter, por exemplo, já foram entregues três barreiras de águas pluviais, e outra está para ser entregue. “Também vamos iniciar outras obras, como na região da Universidade Federal e da região do Parque de Exposições Laucídio Coelho”, comentou o secretário.

Mesmo com todas as medidas, De Marco não descarta novos problemas com as águas da chuva. “A cidade vai crescendo, vai pavimentando, e a água tem que correr pra algum lugar. Além disso, o trabalho tem que ser constante, não pode parar; resolve um problema aqui, aparece outro”, explicou o dirigente de infraestrutura.

Segundo De Marco, obras como as galerias de águas pluviais instaladas na região do Shopping Campo Grande, possuem vida útil de 15 anos. O secretário comentou que as próximas administrações têm que estar atentas a manutenção e ao Plano Diretor de Drenagem Urbana da Capital.

Avenida Manoel da Costa Lima será interditada parcialmente para obras de drenagem
Agetran fechará trecho sentido avenida Costa e Silva durante 48hA avenida Manoel da Costa Lima, sentido para a avenida Costa e Silva, em Campo Grand...
Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...


Pergunte ao secretário quantas bocas de lobo foram desentupidas na região do são Francisco.
 
Jota das Neves em 03/08/2011 11:30:30

Nao esta preparada nao... basta dar uma olhada em frente ao Shoping na avenida afonso pena.. onde depois daquela primeira chuva quando houve danos e desmoronamento... para se ter ideia nem a cerca foi devidamente consertada, esta la ate hoje do jeito que ficou, apenas foi encostada junto as outras para dar a impressao que arrumaram... e so dar uma chuva mais forte para ver se realmente ficou bom.
 
Renato Dutra em 03/08/2011 11:13:55
A verdade nos só saberemos depois que vier as chuvas fortes. Acredito que o problema não foi solucionado e voltaremos a ter enchentes e novos prejuízos pois as obras realizadas foram "paliativas".
 
valter antunes em 03/08/2011 10:51:55
Falta só o secretário incluir que os hábitos do campo-grandense também influem nas medidas preventivas de enchentes, pois o lixo na rua entope os bueiros e dificultam o escoamento de água...
 
Ricardo Gadelha em 03/08/2011 09:56:34
Engraçado que eles só falam na região do Sóter , dando a impressão que o problema só ocorre ali, e o restante da vasta Campo Grande?
 
Luciano Bandeira em 03/08/2011 09:31:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions