ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Capital tem só um bairro sem registro de dengue

Mapa divulgado pela Secretaria de Saúde indica que 7 bairros têm registro "muito alto" de notificações

Por Guilherme Correia | 10/05/2022 08:10
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Sete dos 74 bairros mapeados de Campo Grande têm registrado número "muito alto" de notificações de casos de dengue, de acordo com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde). Os bairros Nova Lima, Novos Estados, Cruzeiro, Noroeste, Tiradentes, Maria Aparecida Pedrossian e o Rita Vieira foram classificados na cor vermelha pela pasta vinculada ao município.

Outros 20 bairros estão definidos pela cor laranja e possuem "alto" número de notificações - são eles: o Universitário, Vila Carlota, Vilas Boas, São Lourenço, Jockey Club, Jardim Tijuca, Leblon, Portal Caiobá, Núcleo Industrial, Nova Campo Grande, Panamá, Santo Amaro, Vila Nasser, Mata do Segredo, Coronel Antonino, Mata do Jacinto, Vila Margarida, Estrela D'alva, Chácara dos Poderes, Cabreúva e Jardim dos Estados.

Enquanto outros 37 possuem índice moderado, somente oito estão com registros em baixa quantidade – Autonomista, Chácara Cachoeira, Itanhangá, Carvalho, Lageado, Batistão, Coophavilla II e Tarumã. Apenas um não teve notificações este ano – o Jardim Bela Vista.

Equipe do "fumacê" enquanto joga inseticida para atingir mosquitos transmissores da dengue e outras doenças. (Foto: Reprodução/Prefeitura de CG)
Equipe do "fumacê" enquanto joga inseticida para atingir mosquitos transmissores da dengue e outras doenças. (Foto: Reprodução/Prefeitura de CG)

Dengue - Há duas semanas, unidades públicas de saúde já sentiam aumento de pacientes com sintomas suspeitos da arbovirose disseminada pelo mosquito Aedes aegypti. Nesta segunda-feira, até mesmo rede particular da Unimed teve aumento na demanda e enfermos esperavam por cerca de 4h para receber atendimento.

Até o dia 6 de maio, pouco mais de 9 mil casos prováveis do agravo foram registrados pela SES (Secretaria Estadual de Saúde) em todo território sul-mato-grossense. No ano inteiro de 2021, foram aproximadamente 10 mil, mas a quantidade de 2020 (52,2 mil) e 2019 (65,6 mil) foi ainda maior.

Por conta destes índices, enquete desta terça-feira (10) pergunta se, diante da suspeita da existência de foco do mosquito da dengue, os leitores do Campo Grande News denunciam, tentam orientar ou se calam.

Enquete

Diante da suspeita da existência de foco do mosquito da dengue, você:

Denuncia

54%

Tenta orientar

35%

Se cala

11%
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelo Google.
Política de Privacidade e Termos de serviço.
A votação para essa enquete terminou.
Nos siga no Google Notícias