A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Abril de 2019

01/03/2019 13:49

Carnaval e chapa única desmotivam servidores na eleição da Cassems

Eleição ocorre nesta sexta-feira com chapa única, encabeçada pelo atual presidente Ricardo Ayache.

Gabriel Neris e Mayara Bueno
Movimento é tranquilo na eleição para presidente da Cassems (Foto: Kísie Ainoã)Movimento é tranquilo na eleição para presidente da Cassems (Foto: Kísie Ainoã)

O período de Carnaval e também a chapa única na eleição da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul) podem ter contribuído para a baixa adesão dos servidores no pleito que está ocorrendo nesta sexta-feira (1º). Até um ônibus busca servidores que solicitaram a participar da eleição, mesmo assim a movimentação é pequena.

A presidente da Comissão Eleitoral, Jucli Stefanello, afirmou que a baixa adesão se tornou natural e estima que 15 mil pessoas participem da eleição, superando os 13 mil da última eleição, em 2016. Pelo menos 50 mil servidores estão aptos a votarem.

“Se [a adesão] tiver pouco abaixo talvez seja por ser chapa única e também tem o feriado de Carnaval”, disse a representante da comissão.

Segundo ela, estão aptos para votar todos àqueles que estão com suas contribuições em dia até 30 dias antes do pleito. Ela diz que é comum os servidores solicitarem o ônibus, principalmente os mais velhos pela dificuldade de locomoção.

A chapa única, denominada “Inovar sempre para fazer mais”, é encabeçada pelo atual presidente, Ricardo Ayache. A presidente da Comissão Eleitoral afirmou que os servidores também podem optar pelo voto em branco e anular, como no pleito tradicional.

A eleição termina hoje às 18h, a expectativa é de fechar a contagem dos votos ainda hoje em Campo Grande e amanhã no interior do Estado.

Roberto Botarelli é um dos membros titulares da chapa, representando a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul). Outras categorias de carreira também contam com representantes. Ele concorda que o feriadão e por se tratar de chapa única podem ter desmotivado os servidores. Pela manhã o fluxo foi maior e a expectativa dele é de que seja intenso no fim da tarde. “Esperamos cerca de 15 mil votos, é comum a eleição ter essa média”.

Os postos de votação distribuidos em 14 sessões, no Hospital da Cassems na Avenida Mato Grosso, Clínica da Família, Centro Integrado de Atenção Psicossocial, Unidade Carandá Bosque, Hospital Regional e sede do Detran-MS na saída para Rochedo. Três sessões em trânsito funcionam para servidores de outros municípios que estão hoje em Campo Grande.

No interior do Estado a eleição ocorre em todos os municípios, exceto Japorã e Novo Horizonte do Sul, que podem votar nas cidades mais próximas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions