A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Março de 2019

01/03/2019 10:26

Com eleição tranquila, Ayache quer melhorar as unidades da Cassems

Eleição da Cassems ocorre em 153 sessões no Estado, e vai seguir até às 18h. Não há disputa por se tratar de chapa única

Leonardo Rocha
Presidente da Cassems, Ricardo Ayache, durante votação (Foto: Leonardo Rocha)Presidente da Cassems, Ricardo Ayache, durante votação (Foto: Leonardo Rocha)

Em chapa única, seguindo para o terceiro mandato a frente da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul), Ricardo Ayache diz que seu foco para os próximos três anos é ampliar e reformar as unidades em todo Estado, dando atenção tanto à Capital, como ao interior.

Ele concedeu entrevista, durante a eleição, na sede da Cassems, que ocorre nesta sexta-feira (01), em 76 unidades administrativas da instituição, que possui cerca de 50 mil associados aptos para votar. Não haverá disputa, já que se trata de uma chapa única, liderada por Ricardo Ayache, tendo Ademir Cerri como 1° vice-presidente e Alexandre Junior Costa, de 2° vice-presidente. 

“Como não tivemos oposição, a nossa responsabilidade é ainda maior, porque mostra que existe confiança na nossa administração, que possui índice de aprovação de até 80%. Esta chapa de consenso tem muito trabalho pela frente, já que trabalhar com saúde sempre é um desafio”, disse Ayache.

A eleição começou por volta das 8h e segue até às 18h. Depois vai haver a apuração dos votos, assim que chegar às urnas do interior. A expectativa é que o processo seja concluído até o começo da manhã de sábado (02). Não existe votação mínima para que a chapa seja eleita, sendo apenas votado se acata o grupo formado.

“A eleição está tranquila, não tem aquela adrenalina boa da disputa, mas com certeza estamos felizes por ser algo de consenso. Temos um ótimo diálogo e relação tanto com os servidores, como as entidades sindicais”.

Votação ocorre em 153 sessões espalhadas pelo Estado (Foto: Leonardo Rocha)Votação ocorre em 153 sessões espalhadas pelo Estado (Foto: Leonardo Rocha)

Planejamento – Ayache disse que já está nos planos a inauguração da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de pediatria em Campo Grande, em março, assim como a entrega do setor de hemodinâmica e ala semi-intensiva em Corumbá, que vai ocorrer em abril.

Segundo o dirigente, ainda haverá ampliação do hospital (Cassems) em Dourados, para dobrar a capacidade da unidade, além de criar novos centros de prevenção em todo Estado. Outro foco é revitalizar e reformar as unidades de Aquidauana, Naviraí e Paranaíba.

Para Capital, também está previsto mais uma ampliação no hospital. “Ainda vamos cuidar da parte técnica, informatizar, fazer uma transformação digital da Cassems”. A nova gestão segue de 2019 até 2022. Ricardo Ayache assumiu o comando da instituição em 2010, quando era vice-presidente, no lugar de Lauro Davi. Depois disto, já venceu duas eleições e segue para o terceiro mandato como titular.

Neste ano, serão 153 sessões de votação em todo o Estado. Na Capital, além das unidades Cassems, também serão postos de votação o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) e o Hospital Regional.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions