ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Carreata "Fora Bolsonaro" pede auxílio emergencial e "impeachment já"

Centenas de carros com dizeres: "Fora bozo" e "Fora genocida" percorreram ruas de bairros, na saída para São Paulo

Por Viviane Oliveira e Mariana Rodrigues | 21/02/2021 12:13
Carreata "Fora Bolsonaro" reuniu centenas de carros (Foto: Paulo Francis)
Carreata "Fora Bolsonaro" reuniu centenas de carros (Foto: Paulo Francis)

Em mais um domingo de carreata “Fora Bolsonaro”, manifestantes foram às ruas para pedir o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), reforço ao plano de imunização contra a covid-19 e a volta do auxílio emergencial.

Com frases "Fora Bozo" e "Fora genocida", dezenas de carros, que partiram da Avenida Guaicurus, percorreram pela Rua Francisco Martins de Souza, Avenida dos Cafezais, Gury Marques, Avenida Fraiburgo e, por fim, Moreninha 3.

O corretor de imóvel André Lage, 47 anos, organizador do protesto, disse que não aguenta mais o "desgoverno' do presidente Bolsonaro. “Ele tratou, desde o início, a covid-19 como uma gripezinha, sendo que é um vírus tão letal. Acabaram as vacinas e não imunizamos nem 1% da população. Enquanto isso, disse, Bolsonaro liberou R$ 3 bilhões que estavam destinados ao Ministério do Desenvolvimento Regional a 285 congressistas. Esse valor poderia ter sido investido na compra de insumos para a vacina”.

Ele também reclamou do aumento absurdo, na última semana, da gasolina. “Até quando vamos aguentar isso? Nós vivemos uma política atrasada numa pandemia, com um governo negacionista”, completou.

Manifestantes se reuniram na manhã deste domigo na Avenida Guaicurus (Foto: Paulo Francis)
Manifestantes se reuniram na manhã deste domigo na Avenida Guaicurus (Foto: Paulo Francis)

Compartilha da mesma opinião a vereadora Camila Jara (PT). “A intenção é pedir o 'Fora Bolsonaro' por conta de toda a situação que se encontra o País. A ideia é chamar atenção para o desmonte da coisa pública”. A vereadora também reclamou da alta do preço da gasolina. “Tem lugar que o combustível já está custando R$ 6”, disse.

Estreante da carreata "Fora Bolsonaro”, a professora Iara Gutierrez, 53 anos, disse que "precisamos lutar para garantir que todos sejam vacinados". “A onda negacionista do governo pegou forte no País. Ela lamentou o atraso na compra do imunizante. “Os idosos tomaram a primeira dose e agora não tem para a segunda. A saúde é um direito e precisa ser acompanhada pelos gestores”, afirmou.

Motorista protesta com a frase "Fora genocida" (Foto: Paulo Francis) 
Motorista protesta com a frase "Fora genocida" (Foto: Paulo Francis)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário