A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

27/07/2018 09:25

Casal que matou jovem na frente do filho é condenado a mais de 10 anos

O crime aconteceu no dia 14 de janeiro, na Rua Joana Maria de Souza, no Jardim Itamaracá, região sul

Viviane Oliveira
Salvador e Michelly durante julgamento. O pai foi absolvido e a filha dele condenada  (Foto: Saul Schramm)Salvador e Michelly durante julgamento. O pai foi absolvido e a filha dele condenada (Foto: Saul Schramm)

Foi condenado Eduardo dos Santos Silva e a esposa, Michelly Pereira de Queiroz, ambos de 32 anos, pelo assassinato de Wesley Julião Barbosa Almeida. A vítima foi assassinada a tiros no dia 14 de janeiro do ano passado, no Jardim Itamaracá, região sul de Campo Grande. O julgamento aconteceu nesta quinta-feira (26), na 1ª Vara do Tribunal do Júri. O outro envolvido, pai de Michelly, o policial civil aposentado Salvador Pereira de Queiroz - julgado por porte ilegal de arma de fogo - foi absolvido.

Eduardo foi condenado a 14 anos em regime fechado e Michelly, a 10 anos. Por causa da condenação, Michelly que era funcionária pública, perdeu o cargo de agente de atividades educacionais. Segundo o juiz titular da vara, Carlos Alberto Garcete de Almeida, ela poderá recorrer em liberdade, mas terá que se apresentar mensalmente em juízo para comprovar suas atividades e residência fixa.

O crime aconteceu na Rua Joana Maria de Souza, Bairro Jardim Itamaracá. A vítima saía de um supermercado, acompanhado de sua esposa e de um bebê de colo, quando foi surpreendida por Eduardo e atingida a tiros. Michelly era quem conduzia a caminhonete Hilux usada no crime. O automóvel e a arma - revólver calibre 38 - pertencia ao pai dela, Salvador.

Segundo o Ministério Público, o motivo do crime foi torpe, pois foi cometido devido a informações de que a vítima pretendia matar os acusados. Além disso, os réus premeditaram toda a dinâmica do crime. O juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida afastou a imputação de homicídio com relação a Salvador, pois não encontrou indícios suficientes de que ele teria auxiliado os demais acusados, emprestando a arma do crime e sua camionete.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions