A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

16/06/2013 15:59

Casas ficam destelhadas no Zé Pereira, morador se arrisca para consertar estrago

Jéssica Benitez
Na tentativa de amenizar o estrago, morador se arrisca e sobe no telhado para arrumar telhas (Foto: Cleber Gellio)Na tentativa de amenizar o estrago, morador se arrisca e sobe no telhado para arrumar telhas (Foto: Cleber Gellio)

A forte chuva que caiu sobre Campo Grande neste domingo deixou rastro de destruição no bairro Zé Pereira, região Oeste da cidade. Casas ficaram destelhadas devido ao vento forte, fazendo alguns moradores tentarem reparar os danos por conta própria.

Este foi o caso do mototaxista, Astúrio Marcos Cabreira, 37 anos, que mora no bairro há 15 anos e nunca testemunhou um vendaval tão forte como o de hoje de manhã. “Oito telhas quebraram e minha casa está toda molhada, cheia de infiltração”, contou ao Campo Grande News de cima do telhado.

A atitude do mototaxista, porém, não é recomendada, conforme explicou o Sargento do Corpo de Bombeiros, Ademar Alves. “A telha está molhada o que pode ocasionar um acidente maior, podendo resultar até em uma fatalidade. Subir no telhado é só para quem é profissional.

É só acionar a Defesa Civil que uma equipe vai ao local onde foi requisitada e ajuda o morador a colocar uma lona para não molhar dentro da residência”, orientou.

O sobrado onde o aposentado Rubens Louveira, 60 anos, mora com a esposa há mais de uma década, também sofreu estragos com a tempestade. Ele tinha acabado de chegar em casa quando a equipe do Campo Grande News o encontrou. Rubens estava para o lado de fora do imóvel porque a mulher saiu e levou as chaves.

No entanto, nem foi preciso entrar de fato na residência. O chão da varanda e do quintal estava forrado por cacos de telha.

Uma viga utilizada para dar sustentação à caixa d’água da casa foi arremessada para o outro lado da rua e acabou atingindo o muro do vizinho. “Essas telhas pesam mais de 3 kg cada. Tem que haver muito vento para derrubá-las desta forma”, avaliou, ressaltando que não estava tão preocupado porque o sobrado é assegurado.

Estrago geral – Além do bairro Zé Pereira, moradores do Cophatrabalho, Coronel Antonino, Monte Castelo, São Francisco, Bosque do Carvalho, Vila Margarida, Vilas Boas, Jardim Polonês e Chácara Cachoeira, também sofreram com destelhamento de casas, quedas de árvores e falta de energia.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions