A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

06/05/2016 17:28

Champanhe e orgia: relembre a noite em que Richard matou Davi

Amanda Bogo
Davi foi atingido enquanto aguardava semáforo abrir na avenida Afonso Pena (Foto: Arquivo/ Luciana Brazil)Davi foi atingido enquanto aguardava semáforo abrir na avenida Afonso Pena (Foto: Arquivo/ Luciana Brazil)

Uma orgia regada a bebida resultou na morte de Davi Del Vale Antunes, de 31 anos, que voltava do trabalho quando foi atingido pelo jovem Ricard Ildivan Gomide Lima, na época com 21 anos. Bêbado e após ter se envolvido em uma confusão em um motel, o estudante de direito bateu na moto do segurança em um semáforo.

O acidente aconteceu em frente ao shopping Campo Grande no dia 31 de maio de 2012. Davi deixou esposa e filho de um ano. Ontem, a Justiça condenou o jovem a 9 anos e 9 meses de prisão, mas ele deixou o Tribunal do Júri em liberdade, porque já tinha um habeas corpus.

Após controvérsias sobre o ocorrido, na época Richard admitiu que estava com amigos no prédio onde morava com a irmã, acompanhando um jogo de futebol pela televisão. Após o grupo ir embora, o estudante foi levar o amigo em casa, quando decidiram dar uma volta, indo até uma casa noturna.

De lá, os amigos tiveram a ideia de fazer uma festinha com duas garotas de programa, contratadas em um site de relacionamento. Na época, o amigo do estudante chegou a afirmar que Richard decidiu contratar as prostitutas após uma discussão com a namorada, que ultimamente estava “pegando no pé” do rapaz e que “precisava de uma lição”.

A orgia foi regada a champanhe e confusão. Uma moça foi até o motel, e após ambos terem se relacionado sexualmente com ela, o caso parou na polícia.

No boletim de ocorrência registrado pela garota após o conflito, e que serviu como prova de que o rapaz esteve no motel, a garota contou que os rapazes estavam tentando furtar dinheiro em sua bolsa, momento em que começou a discussão.

Ainda conforme a versão registrada na polícia, ela ameaçou ligar para uma amiga e contar o que estava acontecendo, quando Richard mostrou uma arma de fogo e atirou em uma parede do quarto. A mulher disse que conseguiu sair do local, deixando sapato e bolsa para trás, e que presenciou os amigos discutindo com funcionários do estabelecimento.

O amigo que estava no motel alegou que procurava seu celular quando o encontrou debaixo da bolsa da garota. Nesse momento, ela saiu do banheiro e achou que ele a estava roubando, por isso houve a discussão. Segundo ele, após a confusão, os dois deixaram o local e Richard o levou para casa. 

Davi trabalhava de segurança em um bar, e foi atingido pelo Punto vermelho, conduzido por Richard, quando voltava do expediente, já no fim da madrugada. Com o impacto da batida, o segurança foi arremessado a 38 metros do local do acidente e morreu na hora.

Richard chegou a fugir do local, mas parou cerca de 250 metros com problemas no carro, e foi preso em flagrante. Testemunhas do acidente e que estavam no motel afirmaram na época que o estudante estava visivilmente embriagado.

Testemunhas afirmaram na época que Richard estava visivelmente embriagado (Foto: Arquivo)Testemunhas afirmaram na época que Richard estava visivelmente embriagado (Foto: Arquivo)
Davi deixou esposa e filho, que tinha pouco mais de um ano de idade (Foto: Arquivo)Davi deixou esposa e filho, que tinha pouco mais de um ano de idade (Foto: Arquivo)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions