A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

04/01/2014 15:07

Cheia de feridas e respirando por aparelho, mulher espera leito há 2 dias

Lidiane Kober

Cheia de feridas pelo corpo e respirando por aparelho, Maria José de Araujo, 64 anos, espera, desde 2 de janeiro, por vaga em hospital de Campo Grande. Há 44 anos, ela sofre de bipolaridade e a doença resultou em problemas de hipertensão, diabetes, até o pulmão foi afetado e ela já perdeu uma mama.

“É muito triste para uma família ver um ente chegar nessa situação. Só queremos dignidade e humanidade”, disse a irmã, a educadora social Maria Fátima de Araujo Andrade, 58 anos. Segundo ela, Maria José está no setor de urgência do Centro de Saúde 24 Horas do Bairro Guanandi.

“Sem tratamento adequado, minha irmã agoniza, respira por aparelho e não tem mobilidade nenhuma”, relatou. “Ela está cheia de feridas pelo corpo e ainda precisa enfrentar a falta de higiene e luta sem acesso à medicação adequada. O pessoal do posto se esforça para ajudar, mas não tem a estrutura necessária”, acrescentou.

Ontem (3), de acordo com Maria Fátima, o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a levá-la até a Santa Casa, mas precisaram voltar por falta de leito. “Até quando pode, minha irmã trabalhou, inclusive, na Santa Casa, no setor de limpeza, agora, porém, não tem um tratamento digno”, comentou a educadora.

Para ela, a dificuldade serve como exemplo para a sociedade e as autoridades refletirem sobre a conduta com o ser humano. “Temos que fazer algo para melhorar o atendimento na saúde”, apelou. Além da irmã, Maria Fátima ajuda a cuidar o pai e a mãe, respectivamente, de 91 e 86 anos.

MPE dá 10 dias para prefeito arrumar leitos na emergência pelo SUS
A Promotoria de Justiça da Saúde de Campo Grande determinou que o prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP), e o secretário municipal de Saúde, Ivandr...
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
MPE dá 10 dias para prefeito arrumar leitos na emergência pelo SUS
A Promotoria de Justiça da Saúde de Campo Grande determinou que o prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP), e o secretário municipal de Saúde, Ivandr...
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...


E O BERNAL NÃO ESTA HA UM ANO NA ADMINISTRAÇÃO DA CIDADE??? ´PORQUE NÃO RECORREM A ELE PARA PROVIDENCIAR UM LEITO PARA ESTA SENHORA????? PORQUE O BERNAL SEMPRE FALOU MAL DO GOVERNO ANTERIOR E AGORA PORQUE NÃO DA UMA SOLUÇÃO PARA A SAUDE DAS PESSOAS??? COM UM ANO JÁ É MUITO TEMPO NÉ???
 
ely monteiro em 04/01/2014 20:43:21
se a copa foce aqui dava para comvidar os estrageiro para visitar nossos hopitais
 
vanderlei marques em 04/01/2014 18:50:32
A família deve procurar a Defensoria Pública Federal em Campo Grande e requerer que seja proposta uma ação na Justiça Federal contra a União, o Estado e o Município, com pedido de medida liminar para que o Poder Público providencie imediatamente uma vaga em hospital particular, até que surja a vaga adequada no hospital público.

O endereço é o seguinte:

DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO EM MATO GROSSO DO SUL
Endereço: Rua Dom Aquino, 2.350, Salas 1-6 e 12-19 - Centro
CEP: 79.002-182 - Campo Grande - MS
E-mail: dpu.ms@dpu.gov.br
E-mail do Setor Administrativo: dpu.adm.ms@dpu.gov.br Tel: (67) 3324 2664
Telefone: (67) 3324-1305 / 3325-4639 / 3383-4043
Fax: (67) 3324-2664
 
Antonio Barbosa em 04/01/2014 18:23:58
É muito triste ter que vir á público todos os problemas por ela enfrentado, á cerca desses 44 anos de muita luta, para ter o direito a um leito hospitalar. A família enfrenta muita dificuldade para lidar com tudo isso, e todas as vezes que ela precisa de atendimento, uma internação enfrenta a mesma dificuldade. Queríamos o direito a um tratamento e um acompanhamento seguro e garantido, pois, infelizmente as crises e os problemas de saúde por ela enfrentado, são constantes, havendo assim a necessidade de atendimento médico e internação.
 
Ana Lúcia em 04/01/2014 16:03:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions