A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

21/02/2013 15:04

Chuva de 43,3 milímetros em uma hora provoca preocupação

Gabriel Neris
Chuva caiu em 55 minutos na tarde desta quinta-feira, em Campo Grande (Foto: Helton Verão)Chuva caiu em 55 minutos na tarde desta quinta-feira, em Campo Grande (Foto: Helton Verão)
Foram registrados 43,3 milímetros de água, conforme o meteorologista Natálio Abrahão (Fotos: Helton Verão)Foram registrados 43,3 milímetros de água, conforme o meteorologista Natálio Abrahão (Fotos: Helton Verão)

A chuva voltou a preocupar os campo-grandenses no início da tarde desta quinta-feira (21). Em 55 minutos caíram 43,3 milímetros de água, de acordo com o meteorologista Natálio Abrahão da Anhanguera/Uniderp.

Conforme o meteorologista, o volume de água é grande, comparado principalmente pelo tempo de duração da chuva. O Corpo de Bombeiros informou que não houve registro de quedas de árvores e pontos de alagamento.

A chuva não provocou estragos, mas preocupou os comerciantes que trabalham no cruzamento da rua 14 de Julho com a Calarge, no Centro. A água alagou as calçadas, deixando quem passava pelo local a pé preocupado em cair ou tropeçar em algum buraco.

A dona de um estabelecimento comercial, que não quis se identificar, afirmou que a chuva de terça-feira levou duas motocicletas que estavam estacionadas em frente à loja. “Toda vez que chove é suficiente para alagar a calçada. A chuva naquele dia também foi fraca. Toda vez é isso”, conta.

Outra mulher que estava no local questionou se teria que tirar o sapato para poder andar na chuva.

A chuva de terça-feira causou transtornos. Três carros foram atingidos em quedas de árvores e sete pontos de alagamentos foram registrados. Os bairros mais prejudicados foram o Jockey Club e Marcos Roberto.



O problema não é a chuva pois ela existe desde os primórdios, o problema esta na secretaria de obras da prefeitura que não tem engenheiros qualificados nem para instalar pia de cozinha. 80% das ruas asfaltadas não tem rede coletoras de águas e os 20% que possui são redes com 1/3 da capacidade mínima recomendada. Tubulações com 1m³ não se nem em edifícios mas os engenheiros inteligentes da prefeitura os coloca nas ruas onde o necessário seria de no mínimo 3m³ nas redes adjacentes, 10m³ nas principais e a cada 8 quadras uma fossa de drenagem de 5m de diâmetro. Vai a dica ai para o novo secretário de obras para corrigir os erros existentes(no centro, popular, jóquey clube e etc... !) e fazer obras bem feitas!
 
Alexandre de Souza em 21/02/2013 15:47:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions