A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

17/02/2011 23:26

Chuva deixa buraco na 25 de Dezembro e invade borracharia no Santo Antonio

Jorge Almoas e Paula Vitorino
Frente rebaixada permite entrada de água na borracharia de Edevaldo (Foto: Simão Nogueira)Frente rebaixada permite entrada de água na borracharia de Edevaldo (Foto: Simão Nogueira)

A chuva desta quinta-feira deixou suas marcas. Na Rua 25 de Dezembro, no Monte Castelo, uma parte do asfalto foi levada pela enxurrada, causando transtornos no trânsito. E no bairro Santo Antonio, a água invadiu uma borracharia.

O Campo Grande News flagrou uma depressão de pouco mais de metro de extensão no cruzamento da 25 de Dezembro com a Rua Dr. Dolor Ferreira de Andrade. A enxurrada abriu o buraco não muito profundo, espalhando partes do asfalto pela via.

“Isto está perigoso. Se em qualquer buraquinho, a gente corre o risco de cair, aqui está pior”, disse o motociclista Deivison Batista de Arruda, de 24 anos.

Buraco força desvio de motoristas (Foto: Simão Nogueira)Buraco força desvio de motoristas (Foto: Simão Nogueira)

Invasão – As primeiras nuvens negras no céu colocam Edevaldo Soares em alerta. A chuva traz, além do alívio do calor, a apreensão sobre as enxurradas que atingem o bairro Santo Antonio.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a região da Avenida Julio de Castilhos – em bairros como Santo Antonio, Jardim Imá e Panamá – foram os mais atingidos por alagamentos nesta quinta-feira.

Há oito anos, Edevaldo tem uma borracharia na Avenida Presidente Vargas. A cada chuva, a água invade o comércio, que tem a frente rebaixada, o que facilita a entrada da enxurrada.

“Esse ano já paguei o IPTU, que veio caro, mas não foi feito nada. Só ouvimos promessas e ninguém nos atende”, reclama o morador, dizendo que a solução é a instalação de bueiros ao longo da Presidente Vargas.



Seu Edevaldo. Se o senhor, como vários outros, tem sido sistematicamente prejudicado pela água da chuva que, por descaso do poder público, invade o seu comércio, a solução é ajuizar uma ação indenizatória contra o Município de Campo Grande. Não vejo outra alternativa. Depois que o Município começar a ser responsabilizado por culpa do mal serviço prestado à população, quero ver se o Prefeito Municipal não adota uma postura diferente. Basta o povo começar a exercitar seus direitos com mais regularidade que muita coisa pode mudar neste País, ainda que demore.
 
Anivaldo Cardozo em 11/03/2011 10:21:12
com a falta de bueiros,a agua desce a maior parte do cemiterio santo amaro acompanhado pelo barro com muita força,alagando nosso comercio,casas e destruindo tudo pela frente,pelo amor de DEUS me ajuda.
 
EDEVALDO SOARES em 18/02/2011 08:47:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions