A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

31/03/2015 17:59

Chuva e vento causam alagamentos, pane em semáforo e queda de árvores

Daniel Machado e Michel Faustino
Árvore obstruiu parte da via impedindo a passagem de veículos. (Foto: Alcides Neto)Árvore obstruiu parte da via impedindo a passagem de veículos. (Foto: Alcides Neto)
Uma árvore de cerca de 20 metros caiu sobre o telhado de uma escola. (Foto: Alcides Neto)Uma árvore de cerca de 20 metros caiu sobre o telhado de uma escola. (Foto: Alcides Neto)
Chuva também provocou pane em semáforos. (Foto: Marcos Ermínio)Chuva também provocou pane em semáforos. (Foto: Marcos Ermínio)

A chuva rápida, que caiu na tarde desta terça-feira (31), já foi o suficiente para provocar estragos. Houve registro de queda de árvores, pane em semáforos e alagamentos em vias da Capital.

No bairro Santo Eugênio, uma árvore de cerca de 15 metros caiu em virtude da “tempestade” que atingiu a região.
O tronco da árvore rompeu e caiu sobre uma das faixas da avenida Vitor Meireles, que teve o trânsito restrito a somente uma faixa para o corte e retirada do tronco e galhos, realizados pelo Corpo de Bombeiros. Por sorte nenhum veículo ou pessoa passava pelas redondezas. O tronco também passou próximo, mas não atingiu a fiação dos postes de energia.

Já na Vila Carvalho, por pouco a queda de uma outra árvore de grande porte não terminou em tragédia.
Com a chuva forte e ventos de 48,7 quilômetros por hora, a árvore, de aproximadamente 20 metros, caiu sobre Escola Juliano Varela, que atende crianças com síndrome de down, na Avenida Fabio Zahran (Via Morena).

O tronco da árvore atingiu o telhado da sala dos recém-nascidos (0 a 2 anos) onde estavam quatro profissionais e três bebês. Por sorte, tudo não passou de um susto e ninguém saiu ferido.

Nas ruas Joaquim Murtinho, próximo a Escola Hércules Maymone, e na Rua Bahia, no centro da Capital, semáforos ficaram fora do ar exigindo atenção e oferecendo riscos aos motoristas.

Conforme o sistema de monitoramento da Prefeitura, a região das Moreninhas, saída para São Paulo, foi a mais atingida pela chuva. Na região choveu cerca de 60 milímetros. A avenida Gury Marques chegou a registrar pontos de alagamentos durante a tarde.

Na região do Vilas Boas choveu cerca de 30 milímetros, já no Rita Vieira e na região do Prosa não passou de 18 milímetros.

A Defesa informou que não houve nenhum registro de ocorrências consideradas “graves” durante este período.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions