A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

22/04/2015 12:49

Cidade Limpa já retirou 15 toneladas de entulho do bairro Universitário

Flávia Lima
Máquinas retiram entulhos das vias. (Foto:Alcides Neto)Máquinas retiram entulhos das vias. (Foto:Alcides Neto)

Apesar da chuva do final de semana, o cronograma de limpeza do programa Cidade Limpa não sofreu atrasos na Capital. Tanto que no bairro Universitário, onde há uma equipe de 34 funcionários da Seinthra (Secretaria Municipal de Infraestrutura) os trabalhos estão adiantados. Segundo o coordenador da equipe, Antonio Nogueira, desde quinta-feira (16) a equipe já retirou pelos menos 15 toneladas de lixo do bairro, o primeiro que recebeu a ação.

Ele diz que os moradores estão receptivos com a iniciativa da prefeitura e por isso auxiliam nos trabalhos de limpeza, colocando os entulhos nas calçados para serem removidos. Na Avenida Vitor Meirelles, a principal da região, a pintura do meio-fio deve começar ainda hoje. No total, seis ruas já foram limpas pela equipe, que deve encerrar os trabalhos até sexta-feira (24).

Na manhã desta quarta-feira (22), um caminhão e duas máquinas pás-carregadeiras passavam pelas vias retirando os entulhos de galhos, folhagens e restos de material de construção. “No começo o pessoal não acreditou que iríamos tirar os entulhos logo, mas quando viram que o serviço acontecia rápido, começaram a colocar o material em frente de casa”, diz Antonio.

A operação da prefeitura tem agradado os moradores. Eles acreditam que um dos principais benefícios do mutirão será a eliminação de possíveis criadouros do mosquito transmissor da dengue. “Fazia mais de dois anos que não via um mutirão desses aqui”, disse o vendedor Rildo Martins da Cruz. Ele ressalta que a limpeza tem incentivado os moradores a descartar o lixo de casa, contribuindo com a eliminação de focos da dengue. “Como a retirada é rápida, o pessoal fica animado e ajuda na limpeza”, ressalta.

O vendedor Rildo Martins da Cruz acredita que mutirão incentiva moradores. (Foto:Alcides Neto)O vendedor Rildo Martins da Cruz acredita que mutirão incentiva moradores. (Foto:Alcides Neto)
Antonio Pereira procura manter sua casa limpa para evitar focos de dengue. (Foto:Alcides Neto)Antonio Pereira procura manter sua casa limpa para evitar focos de dengue. (Foto:Alcides Neto)

A mesma opinião tem a comerciante Antonia da Silva Pereira. “A ação vai dar uma renovada no bairro”, destaca a comerciante que aproveitou a equipe para eliminar entulhos de seu quintal. “Sempre limpo minha casa, mas com ele aqui é melhor porque a sujeira não fica tanto tempo na rua”, disse.

A aposentada Elisabeth Leque acompanha o trabalho desde a semana passada e aposta que após o mutirão o bairro não correrá o risco de entrar na lista das regiões com maior incidência de dengue. “Nós acompanhamos as notícias do aumento dos casos e com este trabalho nosso bairro não correrá mais este risco”, afirma.

Para o aposentado Benedito Calado da Silva, que sempre cuida da conservação da calçada de sua casa, a organização e descarte de materiais que podem acumular água deve ser uma questão de consciência da população. “Quando não é dia de passar o caminhão, eu mesmo providencio uma carroça para a retirada do entulho”, afirma.

A ação Cidade Limpa será permanente e mobiliza 1,5 mil profissionais e mais de 200 máquinas. De acordo com o prefeito Gilmar Olarte, o trabalho constante vai acontecer conforme solicitação dos próprios moradores e deve ser concluído até agosto. O mutirão reúne ações conjuntas. Além das equipes de limpeza das vias e capinagem, outra cuida de passar com as máquinas recolhendo os entulhos nas calçados para evitar acúmulo de lixo por um período longo. Após esses serviços, uma terceira equipe finaliza os trabalhos com uma pintura no meio-fio.

Equipes fazem o trabalho de varreção e capinagem. (Foto:Alcides Neto)Equipes fazem o trabalho de varreção e capinagem. (Foto:Alcides Neto)
Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


Não deviam chamar de cidade limpa mas sim de CIDADE PORCA, o povo joga lixo na rua sem ficar vermelho, todos os dias flagro gente jogando lixo de dentro de carro na rua, o pior é que as vezes tem pessoas passando e chamam o porcão de porco, mas eles nem ligam mais, continuam jogando lixo e conversando como se fosse uma coisa normal. Só vai resolver quando começarem a multar as pessoas que jogam lixo no chão.
 
Max em 22/04/2015 16:16:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions