ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  27    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Clientes enfrentam longa fila e passam horas esperando por atendimento em banco

Q!uem procurou agência localizada na Calógeras com Afonso Pena está com dificuldade para ser atendido

Por Gabriel Neris e Bruna Marques | 01/12/2020 11:47
Clientes aguardam há horas por atendimento (Foto: Marcos Maluf)
Clientes aguardam há horas por atendimento (Foto: Marcos Maluf)

Primeiro dia de dezembro é de lotação em uma das agências bancárias de Campo Grande. Na agência do Bradesco, localizada na Afonso Pena com a Calógeras, clientes estão amontoados esperando por horas para atendimento.

A dona de casa Ana Vera Nascimento, de 55 anos, conta que chegou as 10h40 e quase uma hora depois ainda estava praticamente no fim da fila. Ela conta que foi fazer um serviço simples, como tirar o extrato da conta corrente dos últimos 30 dias.

“Da hora que cheguei ninguém foi perguntar qual era o serviço. Coisa simples deveria atender primeiro, acho isso um absurdo. Tinha que ter mais gente para atender e os idosos deveriam ser prioridade”, reclama.

Zuleide reclama de dores por ficar muito tempo em pé (Foto: Marcos Maluf)
Zuleide reclama de dores por ficar muito tempo em pé (Foto: Marcos Maluf)

A aposentada Zuleide Marques Pereira, de 67 anos, afirma que já está há duas esperando. “Estou cansada, não tenho cartilagem nos ossos, não aguento ficar tanto tempo em pé. A atendente veio e me mandou aguardar, até agora nada. Somos do grupo de risco”, reclama.

A dona de casa Ester Alves, de 54 anos, conta que chegou antes das 10h e até agora não passou por atendimento. “Me falaram que os atendimentos demoram de uma a duas horas. É um absurdo”.

Outra cliente do banco, de 56 anos, que preferiu não se identificar, contou que foi a mesma agência na segunda-feira e ficou por mais de quatro horas sem atendimento, precisando retornar hoje. “Cheguei as 9h30”, revela.

Procurada pela reportagem, a agência informou que a situação é porque falta funcionários e também por ser dia de pagamento.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário