ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  16    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Cobrança de R$ 80 mil levou ex-deputado, sobrinho de "Fuad" e policial à prisão

Patrick Samuel Georges Issa foi preso junto com José Ivan de Almeida e Reginaldo Freitas Rodrigues

Por Marta Ferreira e Mariana Rodrigues | 26/05/2021 17:37
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Patrick Samuel Georges Issa, 43 anos, é o homem preso hoje junto com o ex-deputado estadual sul-mato-grossense José Ivan de Almeida, 66 anos, sob acusação de extorquir devedor de empréstimo. O valor envolvido era de 80 mil reais de dois empresários do ramo de construção civil.

Patrick é sobrinho de Fahd Jamil, réu na operação Omertá por chefiar organização criminosa em Ponta Porã, onde a família Georges é influente há décadas. As informações levantadas indicam que ele usava o poder do nome familiar para cobrar devedores.

Além de Patrick e José Ivan, ex-comandante da Polícia Militar no Estado, foi preso ex-policial civil identificado Reginaldo Freitas Rodrigues, de 66 anos .

Patrick Samuel Georges foi preso em ação hoje. (Foto: Reprodução da internet)
Patrick Samuel Georges foi preso em ação hoje. (Foto: Reprodução da internet)

Todos foram levados para o Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros), responsável pela ação, junto com o Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado).

A prisão foi em flagrante. As circunstâncias ainda não foram esclarecidas.

José Ivan, segundo o advogado dele, Ronaldo Franco, negou praticar extorsão, mas admitiu ter participado de tentativa de negociação entre credor, no caso Patrick, e o devedor, que não será identificado aqui.

Pela apuração feita, além desse devedor, outro empresário rural também procurou o Gaeco para denunciar a cobrança intimidadora.

No apartamento de José Ivan, em prédio de luxo do Bairro Santa Fé, depois de feita a prisão, foi identificada arma irregular, um revólver 38.

Os presos prestaram depoimento nesta tarde no Garras, que ficou movimentado com advogados em defesa dos clientes.

Viatura do Garras durante esta manhã, quando foram presos envolvidos em esquema de extorsão. (Foto: Henrique Kawaminami)
Viatura do Garras durante esta manhã, quando foram presos envolvidos em esquema de extorsão. (Foto: Henrique Kawaminami)

Tem a ver ? - A ação de hoje não tem relação direta com a operação Omertà, como apurado, apesar dos sobrenomes em comum e do esquema de cobrança de agiotagem, tamém alvo da força-tarefa criada em 2019, que levou Fahd Jamil à prisão no ano passado, além de Jamil Name no ano anterior.

O Gaeco ainda não se manifestou a respeito. No Garras, as autoridades também não deram declarações públicas.

José Ivan de Almeida foi deputado estadual eleito em 2006. Antes, por cinco anos, foi comandante da Polícia Militar em Mato Grosso do Sul. É alvo de processo por enriquecimento ilícito na mesma ação em que figura o ex-major Sérgio Roberto de Carvalho, considerado hoje o maior traficante da Europa, no momento foragido.

Em 2007, José Ivan também foi implicado na Operação Xeque-Mate, contra a exploração de jogos de azar no Estado.

Patrick Samuel Georges Issa é arquiteto de formação e empresário em Ponta Porã, segundo suas credenciais apresentadas na internet.

Só a defesa de José Ivan se manifestou por enquanto. Todos devem passar por audiência de custódia nesta quinta-feira, que vai confirmar ou não a prisão em flagrante.

(Matéria editada às 12h44 de 27/05/2021 para correção de informação)





Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário