A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

26/03/2014 09:56

Com 40 atendimentos mensais, HR se torna referência em Método Canguru

Luciana Brazil e Leonardo Rocha
Governador participa de solenidade no hospital. (Foto:Marcos Ermínio)Governador participa de solenidade no hospital. (Foto:Marcos Ermínio)

O Hospital Regional de Mato Grosso do Sul recebeu, na manhã de hoje (26), um Certificado de Referência do Método Canguru, que atende bebês prematuros logo após o parto.

O programa, que teve início em 2009 no HR, disponibiliza hoje oito leitos e atende 40 mães por mês.

O método proporciona o contato direto entre genitora e o bebê durante o período em que ambos ficam no hospital. O processo diminuiu os índices de infecção hospitalar e reduz as situações de risco.

Os bebês prematuros são mais frágeis e mais instáveis, o que muitas vezes elevam os índices de mortalidade, como afirma o coordenador do método no HR, Paulo Itu.

“Este contato direto com a mãe, em uma relação humanizada de maneira simples, melhora a situação dos bebês para que eles continuem todo seu tratamento de forma eficaz. O método canguru também aumenta e estimula o leite materno”.

Segundo Paulo, pais que vivenciam o método adquirem competência e segurança, mesmo após a alta do bebê.
O programa foi iniciado em setembro de 2009, mas a unidade só foi inaugurada em 2011.

O certificado proporciona prestígio nacional e possibilita o acesso a novos investimentos nesta área, já que se tornou uma referência, afirmou o diretor do hospital, Rodrigo Aquino.

Durante a solenidade de entrega, o governador André Pucinelli (PMDB) ressaltou a exclusividade do Hospital Regional em ser o único na rede pública a realizar o método.

“Esse programa foi iniciado pela secretaria (de saúde) Beatriz Dolbashi. O método canguru consiste no contato pele a pele entre a mãe e o bebe, facilitando a sua recuperação. O Hospital Regional é o único que realiza este tipo de serviço na rede pública. E o fato de sermos referência, mostra que estamos no caminho certo. E essas equipes fazem um excelente trabalho”, disse Pucinelli.

Para a representante do Ministério da Saúde, Ivana Cordeiro, priorizar o método neonatal resultou nos dados positivos.

“O hospital será uma referência no Método Canguru. Isto aconteceu porque o hospital priorizou o método neonatal. Ele (hospital) passou por várias avaliações que exigiram cuidado em vários níveis durante o processo, pois precisa ser diferenciado”.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions