A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

17/05/2016 10:34

Com a greve, servente sai do Detran sem retirar moto apreendida

Fernanda Mathias e Guilherme Henri
O servente de pedreiro Marlon Rodrigues não conseguiu recuperar moto apreendida (Foto: Guilherme Henri)O servente de pedreiro Marlon Rodrigues não conseguiu recuperar moto apreendida (Foto: Guilherme Henri)

No segundo dia de greve o movimento na sede do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), na saída para Rochedo, é tranqüilo, poucas pessoas procuravam serviços que estão suspensos nesta manhã.

Dentre eles, o servente de pedreiro Marlon Rodrigues, 26 anos, que queria retirar uma moto apreendida do local e foi informado na portaria sobre o impedimento, em função da greve. “Poxa eu pedi para sair do trabalho, gastei o meu tempo e gasolina, porque é muito longe e não consegui fazer isso”, indignou-se.

Além da liberação de veículos apreendidos, vistorias e exames práticos para obtenção de CNH (Carteira Nacional de Habilitação) estão suspensos. Considerando os dois dias de greve são 400 candidatos que deixam de fazer o exame prático, mas que poderão fazer o reagendamento sem custos.

O governo ingressou ontem com uma ação para acabar com a greve. O pedido é de que o movimento seja considerado ilegal, sob pena de multa diária de R$ 50 mil.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions