ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, DOMINGO  19    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Com a mãe no hospital, familiares amparam o pai em adeus a Vinícius

Com muito choro e tristeza, familiares se despedem do garoto de apenas 4 anos

Por Luana Rodrigues e Adriano Fernandes | 12/01/2017 15:15
Momento da chegada do corpo de Vinícius ao Cemitério Memorial Parque. (Foto: Adriano Fernandes)
Momento da chegada do corpo de Vinícius ao Cemitério Memorial Parque. (Foto: Adriano Fernandes)
Vinícius Rouldino de Carvalho morreu em acidente de trânsito, na noite desta quarta-feira. (Foto: Reprodução)
Vinícius Rouldino de Carvalho morreu em acidente de trânsito, na noite desta quarta-feira. (Foto: Reprodução)

No lugar de palavras, lágrimas. No velório de Vinícius Rouldino de Carvalho, 4 anos, que morreu em um acidente de trânsito na noite desta quarta-feira (11), o choro sem pausas calou familiares. Ninguém quis falar com a imprensa.

Marcado para às 13h30 desta quinta-feira (12), o velório do menino só começou por volta das 14h20, quando o corpo chegou. Abraçados, familiares foram até a porta da capela do cemitério Memorial Parque para receber o pequeno caixão branco, com flores também clarinhas.

Em meio ao pranto de todos, uma mulher passou mal e precisou ser retirada de perto do pequeno cortejo.

Já dentro da sala do velório, ainda segurando um ao outro, familiares davam apoio ao pai do pequeno, debruçado, desesperado, sobre o caixão.

A mãe, Sirléia Carvalho dos Santos Rouldino, 33 anos, não poderá se despedir do filho. Continua internada na Santa Casa de Campo Grande, com múltiplas fraturas pelo corpo.

Tristeza, que não tomou conta só dos adultos. Crianças, que muitas vezes parecem insensíveis a morte, também choraram no último adeus ao amiguinho.

O velório segue até às 8h30 da manhã desta sexta-feira (13), no cemitério Memorial Parque, que fica na rua Francisco dos anjos.

Acidente - Sirléia seguia em um veículo Chevrolet Prisma e tinha como passageiro o filho, Vinícius, quando bateu de frente com a caminhonete L-200 conduzida por Rubens Dias de Oliveira, 39 anos.

O condutor relatou à polícia, que o acidente ocorreu porque a mulher invadiu a contramão ao tentar ultrapassar uma motocicleta e acabou colidindo de frente com o veículo dele.

A criança estava no banco de trás, presa na cadeirinha, mas com a batida sofreu traumatismo craniano. Os socorristas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e bombeiros ainda tentaram reanimar a vítima, mas não houve sucesso. Já Sirléia sofreu fratura no fêmur e punho.

Ainda de acordo com registro policial, Rubens apresentava sinais de embriaguez e foi levado à delegacia para prestar esclarecimentos. Ele fez o teste do bafômetro e o resultado deu menos de 0,30 miligramas de álcool por litro de sangue, o que não configura crime, apenas infração de trânsito.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário