A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Maio de 2019

19/04/2019 18:01

Com aumento de assoreamento, ato inaugura 2° "cemitério" do Parque das Nações

Manifestantes cobram ações para solucionar o problema no lago

Fernanda Palheta
Segundo cemitério quer mostrar que o problema está aumentando (Foto: Paulo Francis )Segundo cemitério quer mostrar que o problema está aumentando (Foto: Paulo Francis )

As chuvas das últimas semanas aumentaram a área assoreada do lago no Parque das Nações Indígenas. Sem um projeto apresentado pelo Governo do Estado e Prefeitura de Campo Grande, manifestantes vão inaugurar o segundo cemitério no local neste sábado, às 16h.

"O primeiro cemitério simula o início da morte do lago. E até agora, tanto o Governo do Estado como a Prefeitura Campo Grande ainda não fizeram nada, se não tivesse esse movimento nada ia acontecer. Agora estamos inaugurando segundo cemitério para mostrar que o problema está aumentando", explica o coordenador do MPN (Movimento pela Preservação da Natureza), Alfredo Sulzer.

Após as denúncias do assoreamento, centenas de manifestantes deram um "abraço" simbólico no Lago, na tarde do dia 17 de março. Para chamar a atenção do problema, mais de dez artistas se apresentaram no dia 14 de abril para salvar Parque das Nações.

"Enquanto o governo não apresentar nada, nós vamos continuar mostrando nossa insatisfação", reforça Sulzer. Ele ainda reforçou que a "deterioração" do Parque é completa. "Não existe segurança nenhuma em um espaço público como aquele tão grande", completa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions