ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Com buzinaço, motoristas protestam contra taxas em Apps e alta do combustível

Além de taxas abusivas dos aplicativos, reinvidicação também está relacionada com alta no preço do combustível

Por Guilherme Correia | 17/03/2021 09:20

Motoristas de aplicativo organizam paralisação na manhã desta quarta-feira (17) exigindo melhores condições para trabalhar e redução no preço do combustível. Por meio de carreata, grupo percorre ruas do Parque dos Poderes e pede para que usuários não solicitem veículos até meia-noite de hoje.

A ação contou com "buzinaço" feito na porta da Governadoria, durante cerca de cinco minutos, e o mesmo deve acontecer em frente a Câmara dos Vereadores.

O anúncio foi feito ontem e a mobilização teve início por volta de 8h30, com expectativa de reunir mais de 500 profissionais. Por enquanto, conforme registros enviados por meio do canal Direto das Ruas, há menos de uma centena de carros, mas pessoas ligadas ao movimento dizem que cerca de 400 veículos aderiram à paralisação.

Carreata feita nas ruas do Parque dos Poderes nesta manhã (Foto: Direto das Ruas)
Carreata feita nas ruas do Parque dos Poderes nesta manhã (Foto: Direto das Ruas)

A manifestação fez com que diversos passageiros relatassem dificuldades na hora de pedir carro devido a falta de oferta.

Entre as justificativas para a categoria se manifestar está a falta de reajuste na precificação há cinco anos, além da taxação abusiva de mais de 35% no preço da corrida.

O motorista Michel Rodrigo, de 41 anos, explica que a reivindicação é também pelo fim de promoções feitas pelos aplicativos que, segundo ele, prejudicam os trabalhadores, além de melhores condições em geral.

"[Pedimos] baixa do combustível, fim do Uber Promo e 99 Poupa, melhores condições de trabalho e reajustes das nossas tarifas que não acontecem desde quando surgiu as plataformas aqui na cidade", diz.

Na semana retrasada, outra carreta foi feita e motoristas encontraram-se com representantes do governo estadual para discutir o preço do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e pedir apoio para conseguir "bater de frente" com as plataformas de transporte.

O Campo Grande News solicitou uma resposta por parte dos aplicativos mais populares, Uber e 99Pop, e aguarda posicionamento.

Polícia foi acionada para se postar na entrada da Governadoria (Foto: Direto das Ruas)
Polícia foi acionada para se postar na entrada da Governadoria (Foto: Direto das Ruas)

(matéria atualizada às 9h44 para acréscimo de informações)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário