ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  10    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Com explosão de casos no interior, prefeito decide fechar rodoviária de novo

A decisão tomada pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD) foi anunciada em transmissão ao vivo

Por Anahi Zurutuza | 02/06/2020 13:43
Saguão do terminal completamente vazio em tempos de pandemia (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Saguão do terminal completamente vazio em tempos de pandemia (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

A Rodoviária de Campo Grande voltará a ficar fechada por 30 dias, contados a partir de sexta-feira (5). A decisão tomada pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), diante da explosão de casos do novo coronavírus no interior, foi anunciada na transmissão ao vivo do início da tarde desta terça-feira (2).

O terminal já havia sido fechado por determinação da Prefeitura de Campo Grande no dia 24 de março e só foi reaberto em 25 de abril. A medida precisa ser tomada novamente, segundo Marquinhos, para evitar que a Capital “importe” casos de covid-19 do interior. Decreto deve ser publicado ainda nesta tarde impondo o fechamento.

“Não nos resta alternativa. Campo Grande teve em 24 horas 5 casos confirmados, enquanto Dourados, teve 33 positivos, e Vicentina, teve 13. Olha, a Capital, com quase 930 mil habitantes, já testou positivo 317 pessoas. Dourados, quase 5 vezes menos que Campo Grande, já tem testados positivos 339 seres humanos. Guia Lopes, tem 234”, explicou o motivo da preocupação usando os números do boletim epidemiológico divulgado hoje pela SES (Secretaria de Estado de Saúde).

O prefeito citou ainda recomendação do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul). O documento, enviado à Prefeitura nesta semana, orienta instalar barreira sanitária na rodoviária e suspensão as atividades enquanto estas barreiras não estiverem em funcionamento.

Mato Grosso do Sul já tem 1.646 casos positivos do novos coronavírus, 1.329 são em cidades do interior.

Como medida de controle do avanço do vírus em Campo Grande, Marquinhos lembrou que barreiras sanitária nas saídas da cidade serão intentisificadas. Está marcado para o dia 8 a volta dos bloqueios.