A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019

13/04/2017 19:10

Com meta de imunizar 197,7 mil, vacinação contra gripe começa dia 18

Campanha segue até 26 de maio organizada por grupos considerados prioritários para receber as doses.

Anahi Gurgel
Campanha de vacinação começa dia 18 nas UBSs de Campo Grande. (Foto: Alcides Neto/Arquivo)Campanha de vacinação começa dia 18 nas UBSs de Campo Grande. (Foto: Alcides Neto/Arquivo)

Na próxima terça-feira (18), terá início a Campanha de Vacinação contra a Gripe em Campo Grande, que tem meta de imunizar 197.737 pessoas. Neste ano, o calendário oficial da imunização foi organizado em etapas para os grupos indicados como prioritários para receber as doses na rede pública.

Em Campo Grande, a imunização será nos 87 postos municipais de saúde – UBS (Unidades Básicas de Saúde) e USBF (Unidades Básicas de Saúde da Família). As doses serão distribuídas na segunda-feira (17). A imunização pode ser feita de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h e das 13h às 17h.

Foram estipulados 11 grupos prioritários para a imunização. Pelo cronograma, na semana de 18 a 22 de abril serão imunizados, exclusivamente, profissionais de saúde e crianças menores de 2 anos.

A partir do dia 24 de abril, o atendimento estará estendido às gestantes, mulheres que deram à luz há menos de 45 dias, crianças menores de 5 anos. Já a partir do dia 2, os demais grupos. O cronograma segue até dia 26 de maio, quando oficialmente termina a campanha.

Este ano, o Dia D acontece no sábado, 13 de maio, quando haverá pontos de vacinação nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) Leblon, Santa Mônica e Vila Almeida, além das UBSs e UBSFs. O posto de vacinação da Praça Ary Coelho vai funcionar de 08 a 20 de maio.

De acordo com a coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Mariah Barros, nessa campanha o controle será muito mais rígido, com verificação de quantas doses foram distribuídas e quantas foram aplicadas.

“Estaremos fazendo checagem de documentos de cada pessoa, para comprovar se realmente pertencem a grupos de risco estipulados pelo calendário. Isso pode tornar o processo de vacinação bem mais demorado em relação a outros anos” alerta.

Será exigida apresentação do Cartão Nacional de Saúde ou número do prontuário da rede de saúde, documento pessoal de identificação e caderneta de vacinação, se tiver. Profissionais de saúde devem apresentar a carteira de conselho ou holerite; as gestantes e puérperas: cartão da gestante, laudo médico ou exames com identificação; e os indígenas: cadastro na Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena).

O trabalho será realizado com apoio do IMTI (Instituto Municipal de Tecnologia da Informação), que vai tabular os dados para elaboração de balanço semanal da campanha.

“Essa rigidez tem o objetivo de garantir a imunização de todos, com transparência e segurança”, disse a coordenadora.

 

Vacinação contra a gripe - 2017

18 a 22 de abril- profissionais de saúde e crianças menores de 2 anos
24 de abril- gestantes, mulheres que deram à luz há menos de 45 dias, crianças menores de 5 anos
A partir de 2 de maio - idosos (mais de 60 anos);
- povos indígenas;
- presos;
- funcionários do sistema prisional;
- pessoas com comorbidades (diabetes; hipertensão; transplantados);
- professores da rede pública e privada
13 de maio- Dia D da campanha > pontos de vacinação nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) Leblon, Santa Mônica e Vila Almeida, além dos postos de saúde.

* Posto de vacinação na Praça Ary Coelho funcionará de 8 a 20 de maio

Estoque de vacinas contra gripe em clínica particular. Cerca de 70 pessoas por dia pagam pela imunização. (Foto: Anahi Gurgel)Estoque de vacinas contra gripe em clínica particular. Cerca de 70 pessoas por dia pagam pela imunização. (Foto: Anahi Gurgel)
Pediatra mostra vacinas contra a gripe em clínica particular. Movimento até aumenta durante campanha do Governo. (Foto: Anahi Gurgel)Pediatra mostra vacinas contra a gripe em clínica particular. "Movimento até aumenta durante campanha do Governo". (Foto: Anahi Gurgel)

 

 

Imunização paga - Enquanto a campanha de vacinação contra a gripe na rede pública de saúde não começa, clínicas particulares ficam lotadas de pessoas que buscam imunização antecipada e, digamos, mais abrangente.

Em pelo menos 3 clínicas da Capital, cerca de 70 pessoas por dia procuram a imunização paga.

Em uma empresa da região localizada na chácara cachoeira, o movimento é maior nas vésperas de feriado e sábados, quando o movimento chega até a dobrar. No local, foram adquiridas 10 mil doses de vacinas quadri e trivalentes, que custam R$ 160 e R$ 120, respectivamente.

"A procura aumenta devido à mudança climática, aumento do vírus respiratório da cidade e início da campanha do Ministério da Saúde, com toda a sua divulgação que faz 'propaganda' às clínicas por tabela", disse a proprietária, a pediatra Ana Carolina Násser. 

Em outra clínica particular, de um total de 8 mil doses da quadri (R$ 150) e trivalente (R$ 90), mais de 2 mil já foram aplicadas em um período de duas semanas. Para atrair a clientela, haverá o chamado Dia D neste sábado (15), com desconto no valor das vacinas. 

"As pessoas procuram a quadrivalente porque ela não é a usada na vacinação do Ministério da Saúde, que é a trivalente e produzida  nacionalmente. Muitas pessoas preferem as importadas", diz a responsável técnica pela clínica Evelise Marietto, 34. 

Na tarde desta quinta-feira (13), a agricultora Eliane Escobar Buselatto, 36, levou toda a família para se vacinar contra a gripe. O total do investimento foi de R$1.100, incluindo a vacina contra dengue que ela e o marido tomaram. 

"Sempre faço a imunização antecipada porque minhas filhas têm rinite. Assim elas não têm crise alérgica e eu evito gastos com os tratamentos", explicou.

No vídeo, a agricultora, mãe da Isabela, de 8 anos, e da Sofia, de 3, fala sobre o que ela considera vantajoso nas clínicas particulares. 

Vacinação começa no dia 17 com meta de imunizar 750 mil contra gripe
A vacina contra a gripe estará disponível em postos de saúde de todo o Mato Grosso do Sul a partir do dia 17 de abril. Serão 754.529 doses distribuíd...
Protetoras resgatam dálmatas no Caiobá e dono procura a polícia
Um taxista de 47 anos procurou a Polícia Civil para denunciar duas protetoras de animais que invadiram sua casa na Rua Pilares, no Portal Caiobá, em ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions