A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

19/10/2018 10:52

Com renda de R$ 1,5 mil, homem preso em operação da PF tinha BMW e Toyota

Em depoimento, Damião contou que além do salário, recebe auxílio-doença no valor de R$ 570 e não tem outra fonte de renda

Viviane Oliveira
Veículos apreendidos durante operação na manhã de ontem (Foto: Marina Pacheco) Veículos apreendidos durante operação na manhã de ontem (Foto: Marina Pacheco)

Com salário de R$ 1,5 mil mensal, o borracheiro Damião de Souza Batista, 44 anos, preso ontem (18) durante operação da Polícia Federal contra o tráfico de drogas, era proprietário de uma BMW e uma Toyota RAV4. Ele foi preso em flagrante por posse de arma de fogo e vai passar por audiência de custódia no Fórum nesta manhã. Na casa dele, foram encontrados revólver calibre 38 e onze munições.

Em depoimento, Damião contou que além do salário, recebe auxílio-doença no valor de R$ 570 mensalmente e não tem outra fonte de renda. Quanto aos bens pessoais, explicou que adquiriu os carros após a venda de uma casa. Não declara imposto de renda como pessoa física nem como jurídica. Os bens não estão registrados em seu nome. Ele já foi preso por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo. Pelos crimes, cumpriu pena e permaneceu preso por dois anos.

Quanto a arma, explicou que comprou o revólver há 9 meses no valor de R$ 1,8 mil para se defender. Segundo a polícia, Damião é suspeito de envolvimento com os crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro.

Operação - A investigação da operação Time Out (“tempo esgotado”, em inglês) deflagrada nesta quinta-feira (18), começou em outubro do ano passado, para apurar informações de que moradores da Capital mantinham galpões na área urbana, onde caminhões eram carregados com cocaína e se dirigiam a outros Estados. Os lucros eram utilizados na aquisição de imóveis e veículos, registrados, em sua grande maioria, em nome de “laranjas”. 

A Justiça determinou o sequestro de 96 veículos que teriam sido adquiridos com o lucro do tráfico. A operação envolveu 43 policiais e teve mandados cumpridos na Capital e em Três Lagoas. Bloqueio de contas bancárias e bens também foram decretados.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions