A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 23 de Setembro de 2017

04/08/2017 09:05

Comerciante iria para culto quando foi assassinado, diz a família

Rafael Ribeiro e Guilherme Henri
Velório de comerciante executado aconteceu nesta manhã, no Jardim das Primaveras (Foto: André Bittar)Velório de comerciante executado aconteceu nesta manhã, no Jardim das Primaveras (Foto: André Bittar)

O comerciante Wesley Francisco de Lima, 30 anos, morto por pelo menos cinco tiros na quarta-feira (2), no Jardim Aero Rancho (zona sul de Campo Grande), deixou de acompanhar mulher e filha ao culto evangélico pela chance de fechar a revenda de um carro usado. E acabou executado.

A informação foi passada pela viúva da vítima, a vendedora Tatiane Lima Silva, 29, durante o velório de Lima que acontece na manhã desta sexta-feira (4), no Cemitério Jardim das Palmeiras, no Jardim Seminário (zona norte).

“Chamei ele para me acompanhar, ele disse que não poderia ir porque iria esperar um negócio que tinha fechado. E que me acompanharia domingo”, disse Tatiane, emocionada com a lembrança do último contato com o marido.

O casal estava há 17 anos juntos e tem uma filha de 7 anos. Na despedida a Lima, Tatiane ainda tentava entender o que aconteceu. Relembrando o fatídico dia, a viúva disse que a rotina foi mantida normalmente, sem nenhuma alteração que pudesse levantar suspeitas.


“Não tem inimigos, ameaças, nada. Se houvesse alguma coisa ele não deixaria a família exposta, não manteria a rotina, como fez”, destacou a vendedora.


Pega de surpresa e chocada pelo crime, Tatiane quer Justiça. Para ela, a atuação policial em descobrir os responsáveis é a melhor homenagem que pode prestar aquele que tanto amou.


“A imagem que fica é de alguém responsável que se dedicava integralmente à família e fazia de tudo, trabalhava muito para sustentar e dar o melhor para sua família”, disse a viúva.

Lima tinha passagens anteriores pela polícia por crimes de menor potencial ofensivo, como receptação. "Ele errou quando era jovem, eram outros tempos do passado e hoje ele era um homem mudado, focado apenas em sua família", disse Tatiane.

Homem é morto a tiros em rua do bairro Aero Rancho
Um homem que ainda não foi identificado morreu na noite desta quarta-feira (2) ao ser baleado no bairro Aero Rancho - localizado na região sul de Cam...
Sindicato diz que está pronto para recorrer de decisão que proíbe paralisação
O Sinsap (Sindicato dos Servidores Estaduais da Administração Penitenciária) ainda não foi notificado da decisão que declara inconstitucional a paral...



Poxa, a viúva ainda era uma criança de 12 anos quando ficaram juntos...
 
Ademir Rodrigues em 04/08/2017 09:37:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions