A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

02/02/2016 11:15

Comparsas entregam 4º envolvido em latrocínio, mas se dizem inocentes

Luana Rodrigues
Dois suspeitos se apresentaram a polícia na manhã de ontem(1º). (Foto: Marcos Ermínio)Dois suspeitos se apresentaram a polícia na manhã de ontem(1º). (Foto: Marcos Ermínio)

Em depoimento à Polícia Civil na manhã de ontem (1º), dois suspeitos de participarem da tentativa de roubo, que terminou na morte de Carlos Guilherme dos Santos Bertoldo, 30 anos, disseram que são inocentes. O crime ocorreu na noite do dia 24 de janeiro, em Campo Grande, e segundo a polícia, quatro assaltantes participaram. Apenas um deles ainda não havia sido identificado, mas teve a identidade revelada pelos comparsas.

Conforme o advogado de defesa, Marcos Ivan, os suspeitos Anderson Ricardo de Arruda Silva, 27 anos, e adolescente de 16 anos, disseram em depoimento que não participaram do crime diretamente. Segundo o advogado, eles contaram que apenas conduziram as motocicletas, quem tinham como passageiros, William de Jesus Souza, 22 anos e Fabio Viana. Este último era o único que ainda não havia sido identificado pela polícia.

Os dois teriam afirmado ainda que pararam as motos longe do local onde ocorreu o crime e fugiram após ouvirem os disparos de arma de fogo. “Quando ouviram os tiros, os dois foram embora e deixaram William e outro. Não tem porque serem indicados pelo 'dolo' no feito, porque não tiveram participação efetiva no crime. Não tinham ciência do que os amigos iriam fazer.”, afirma Marcos Ivan.

Anderson e o adolescente se comprometeram a colaborar com o trabalho da polícia, inclusive com a localização de Fabio Viana, o Bim Bim. Procurado pelo Campo Grande News, delegado responsável pelo caso, Reginaldo Salomão, disse que não vai comentar o depoimento dos dois suspeitos, antes que o caso seja encerrado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions