A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

18/11/2016 19:20

Coronel dirigente da Funai tenta retomar posse de prédio invadido

Indígenas entraram no imóvel no dia da nomeação do novo dirigente e prometem manter ocupação

Anahi Zurutuza e Christiane Reis
Lideranças terena em uma das salas da Funai (Foto: Marina Pacheco/Arquivo)Lideranças terena em uma das salas da Funai (Foto: Marina Pacheco/Arquivo)

O coronel reformado do Exército Renato Vida Sant'Anna, que está no comando da Funai (Fundação Nacional do Índio) de Campo Grande desde o dia 10, pediu que AGU (Advocacia Geral da União) vá à Justiça para retomar o prédio ocupado por índios há oito dias. A ação de reintegração de posse deve ser avaliado pela Justiça Federal.

Sant’Anna explicou que ele foi hoje à AGU, mas não soube informar se o processo já está tramitando.

No dia 10 deste mês, ao menos 15 pessoas entre acadêmicos e lideranças indígenas entraram na sede da Funai em Campo Grande, localizado na rua Maracaju. No dia seguinte, mais manifestantes se juntaram ao grupo, que protesta contra a exoneração do coordenador-regional da entidade, Evair Borges, e a nomeação do coronel, considerada arbitrária pelos indígenas.

Os manifestantes alegam que não vão sair do prédio enquanto a exoneração de Borges não for revogada. Eles exigem participar da escolhe do novo dirigente.

“A ocupação continua, queremos um posicionamento do Ministério da Justiça. Não temos diálogo com o coronel, queremos diálogo”, afirmou Hekere Terenoe, uma das indígenas que ocupa o local.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions